Cosern suspende eletricidade em ruas do bairro Doze Anos na próxima terça

 

A Cosern irá interromper temporariamente o fornecimento de energia elétrica em quatro ruas do bairro Doze Anos, em Mossoró, na próxima terça-feira, 07 de agosto. A medida, informa a companhia, é necessária para efetuar serviços de melhoria na rede e deve afetar 233 clientes.

Das 08h30 às 13h30, o fornecimento será interrompido nas ruas  Lopes Trovão, Luiz Gonzaga Ferreira, Professor Manoel João, Silva Jardim e adjacências.

Caso os serviços sejam realizados antes do horário previsto, a rede será energizada sem aviso prévio.

Chile é o 1º país da América Latina a proibir sacolas plásticas

 

O Chile se tornou o primeiro país da América Latina a proibir completamente o uso de sacolas plásticas em todos os departamentos comerciais de seu território. O presidente chileno, Sebastián Piñera, reeleito em março deste ano, foi pessoalmente a Santiago para celebrar a publicação da lei no Diário Oficial da última sexta-feira (3).

Na capital do país, o mandatário distribuiu bolsas de pano pelas calçadas. “O nosso objetivo é passar gradualmente da cultura ‘usa e descarta’ àquela saudável dos materiais recicláveis e da economia circular”, comentou.

A lei proíbe os estabelecimentos comerciais de entregarem sacolas plásticas, exceto em casos cuja embalagem seja necessária para higiene ou para evitar o desperdício de alimentos. A legislação estabelece multa de U$370 por cada sacola plástica entregue e vale em todo o território chileno.

A iniciativa pretende eliminar o uso de sacolas plásticas nos próximos dois anos. “O Chile é um dos primeiros no mundo a dizer “tchau!” para as sacolas plásticas. Acredito que isso seja bom para o Chile, para a América Latina e para o mundo”, adicionou Piñera. A medida, que já tinha sido aprovada em maio pelo Congresso, estabeleceu que, a partir de agora, as empresas têm seis meses para eliminar as sacolas plásticas, enquanto o comércio de pequeno porte tem dois anos para se adaptar às novas normas.

Prêmios de loterias esquecidos somam R$ 150,3 milhões no 1º semestre

 

Fonte: G1

Nem sempre quem ganha na loteria retira o prêmio. É o que mostra o último balanço da Caixa Econômica referente ao 1º semestre deste ano. No total, deixaram de ser resgatados R$ 150,3 milhões de janeiro a junho em prêmios pelas Loterias Caixa.

Somados, os valores não retirados só em primeiros semestres nos últimos 5 anos pelos ganhadores da Mega-Sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Federal chegaram a R$ 740,25 milhões.

Em todo o ano passado, R$ 326 milhões deixaram de ser resgatados, valor equivale a cerca de 8% dos mais de R$ 4,2 bilhões ofertados em prêmios pelas Loterias Caixa em 2017. Nos últimos 5 anos, os valores não retirados somam R$ 1,51 bilhão.

Prazo é de 90 dias para retirada

Os ganhadores de qualquer um dos sorteios da Caixa têm até 90 dias após a data do sorteio para retirar o valor do prêmio.

O dinheiro dos prêmios prescritos (não resgatados no prazo) é repassado integralmente ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O programa oferece créditos para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas.

O banco explica que o sistema soma os valores não reclamados e, no mês seguinte à prescrição, repassa esse dinheiro ao Fies. Por isso, a Caixa não dispõe de detalhamento de valores dos prêmios não resgatados por modalidade de loteria ou faixa de valor, já que não há como realizar uma consulta estruturada por premiação.

Mas a maioria se refere a valores entre as faixas de menores premiações de cada modalidade.

Como é feita a retirada do prêmio

O ganhador recebe prêmios de até R$ 1.903,98 em qualquer unidade lotérica ou nas agências da Caixa. Acima desse valor, o prêmio é pago somente nas agências. Valores iguais ou acima de R$ 10.000 serão pagos após 2 dias de sua apresentação na agência da Caixa.

Para resgatar o valor, o ganhador deve comparecer a qualquer agência da Caixa com o bilhete premiado, identidade e CPF. Como o bilhete é ao portador, é importante que o ganhador, antes de sair de casa, se identifique no verso da aposta. As informações necessárias são: nome completo, número do documento de identificação e CPF. Dessa forma, o apostador garante que ninguém mais retire o prêmio.

A Caixa informa que divulga essas informações sobre recebimento de prêmios em cartazes nas casas lotéricas, nos volantes de aposta, bilhete original de aposta e no site do banco.

polícia encontra 11 crianças famintas em barraco no meio de deserto nos EUA

 

 A polícia do Estado do Novo México, nos Estados Unidos, resgatou 11 crianças que estavam desnutridas e submetidas a condições degradantes de vida em uma espécie de barraco improvisado no meio do deserto.

De acordo com informações do chefe da polícia local, as crianças têm idades entre 1 e 15 anos, não usavam sapatos, vestiam roupas velhas e sujas e “pareciam refugiadas do Terceiro Mundo”. Elas foram encontradas na sexta-feira, dia 4.

Cinco adultos que estavam no local, incluindo dois homens fortemente armados, foram detidos.

Pedido de socorro

A polícia fez buscas no local após receber uma mensagem dizendo: “Estamos famintos e precisamos de comida e água”.

Até a publicação desta reportagem não estava claro como e por que o grupo foi parar na área, localizada nas proximidades da comunidade de Amalia, no Novo México.

A polícia descreveu o local em que viviam como um trailer semienterrado coberto de plástico, sem água corrente ou eletricidade.

O chefe de polícia do condado de Taos, Jerry Hogrefe, disse em entrevista à ABC News que as crianças estavam com fome, com sede e imundas.

Roupas e outros objetos na área onde as crianças foram encontradas: ‘Elas estavam tão magras que dava para ver as costelas delas’, disse a polícia 

“Sou policial há 30 anos e nunca vi nada assim. É inacreditável”, disse ele.

“As crianças estavam tão magras que dava para ver as costelas. Estavam com a higiene precária e muito assustadas”, complementou Hogrefe. “Demos a elas a água e o lanche que tínhamos. Elas estavam nas condições de vida e pobreza mais tristes que eu já vi.”

Não foi encontrada água limpa no local, e a única comida disponível eram algumas batatas e uma caixa de arroz, segundo a polícia.

Dois homens armados, Siraj Wahhaj e Lucan Morton, foram presos no local e devem responder por várias acusações de abuso infantil.

Três mulheres, que acredita-se serem as mães das 11 encontradas no local, foram detidas para interrogatório, mas liberadas em seguida.

Polícia diz que as crianças pareciam “refugiadas do Terceiro Mundo” e viviam em um trailer semienterrado, sem água corrente e eletricidade

Hogrefe disse à ABC que, aparentemente, as mulheres e crianças “sofreram lavagem cerebral e se sentiam bastante intimidadas pelos homens que controlavam as instalações”.

As 11 crianças receberam atendimento médico e foram colocadas sob a guarda de serviços sociais locais.

Wahhaj era procurado por suspeita de raptar o filho de três anos, mas o menino não estava em meio ao grupo encontrado no acampamento, segundo informações da mídia norte-americana. Foi a busca pelo menino que levou às prisões na sexta-feira.

A polícia disse que estava ciente do acampamento há algum tempo, mas que teve de esperar por um mandado de busca antes de entrar, já que os ocupantes “provavelmente estariam fortemente armados e eram considerados extremistas da religião muçulmana”.

De acordo com a polícia, Wahhaj estava fortemente armado com um fuzil AR-15 e quatro pistolas quando foi encontrado.

Três em cada 10 são analfabetos funcionais no País, aponta estudo

 

Fonte: R7

Os preços das ervas, temperos, cebolas e limões na barraca da feirante Onorina Quixobeira da Silva, de 62 anos, são redondinhos: R$ 1, R$ 2, R$ 3, e por aí vai. Nada de centavos. Quanto menos números, melhor. É contando nos dedos que sai o troco do freguês. Só assim ela consegue identificar o que está nas cédulas e fazer a venda correta. “Muitas vezes me atrapalho e tenho de começar a contar de novo”, conta ela.

Três em cada dez jovens e adultos de 15 a 64 anos no País — 29% do total, o equivalente a cerca de 38 milhões de pessoas — são considerados analfabetos funcionais. Esse grupo têm muita dificuldade de entender e se expressar por meio de letras e números em situações cotidianas, como fazer contas de uma pequena compra ou identificar as principais informações em um cartaz de vacinação.

Há dez anos, a taxa de brasileiros nessa situação está estagnada, como mostram os dados do Inaf (Indicador do Alfabetismo Funcional) 2018.

O estudo, feito pelo Ibope Inteligência, é desenvolvido pela ONG Ação Educativa e pelo Instituto Paulo Montenegro. Nessa faixa de 29% de brasileiros classificados nos níveis mais baixos de proficiência em leitura e escrita, há 8% de analfabetos absolutos (quem não consegue ler palavras e frases). Os outros 21% estão no nível considerado rudimentar (não localizam informações em um calendário, por exemplo).

Em 2009, 27% dos brasileiros eram considerados analfabetos funcionais – o índice se repetiu em 2011 e 2015, últimos anos em que o Inaf foi divulgado. Apesar do pequeno aumento no período (de 27% para 29%), estatisticamente o movimento é de estabilidade, segundo os autores do estudo, uma vez que a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos porcentuais. Para o trabalho, foram entrevistadas 2.002 pessoas entre 15 e 64 anos, de zonas urbanas e rurais, distribuídas proporcionalmente em todas as regiões do País.

Diferentemente de outras pesquisas que medem o analfabetismo, a equipe do Inaf faz entrevistas domiciliares e aplica um teste específico, com questões que envolvem a leitura e interpretação de textos do cotidiano (bilhetes, notícias, gráficos, mapas, anúncios, etc) e classifica a habilidade em cinco níveis de proficiência.

A taxa analfabetismo calculada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), por exemplo, mostra estagnação do analfabetismo absoluto no País, com 7% das pessoas (11,5 milhões) acima de 15 anos sem saber ler ou escrever.

“O indicador tem como objetivo medir o quanto o brasileiro consegue entender e se fazer entendido em uma sociedade letrada. Infelizmente, estamos estagnados há muitos anos em patamar muito preocupante”, diz Ana Lucia Lima, coordenadora do Inaf. Sobre os analfabetos absolutos, a variação entre 2015 e este ano é de 4 para 8 – não é possível determinar que houve aumento, dizem os autores, por estar no limite da margem de erro. Mas indica que a curva não é mais de queda nesse grupo.

“Vemos uma mudança nessa tendência, o que é coerente com a queda de investimentos que tivemos no País nos últimos anos na alfabetização de adultos”, afirma Roberto Catelli Júnior, da Ação Educativa. O Plano Nacional de Educação, de 2014, prevê erradicar o analfabetismo absoluto até 2024.

Gerações

A feirante Onorina, que começou a trabalhar na roça aos 9 anos, em Maceió, teve de abandonar a sala de aula na 4.ª série para ajudar nas finanças de casa. “Lá não tinha água nem energia elétrica.”

Em São Paulo, teve cinco filhos. Todos terminaram o ensino médio. Na feira, um deles ajuda Onorina com o controle do caixa. Outros três cursaram Direito, Enfermagem e Física e trabalham nas respectivas áreas. “Minha filha só conseguiu ir para a faculdade porque teve bolsa”, diz ela, que chegou a pedir dinheiro na rua para comprar comida para a família.

Desde 2001, ano em que começou o Inaf, o total de brasileiros de 15 a 64 anos que chegaram ao ensino médio aumentou de 24% para 40%, e ao ensino superior, de 8% para 17%.

Apesar de a população ter mais anos de estudo, o índice daqueles plenamente capazes de se comunicar pela linguagem escrita segue igual, com só 12% no nível proficiente (o mais alto). Entre os que terminaram o ensino médio, 13% são analfabetos funcionais e, dos que têm ensino superior, 4%.

A pesquisa mostra ainda avanço tímido na redução de analfabetos funcionais entre os jovens. Na faixa de 15 a 24 anos, os resultados são melhores, com 12% de analfabetos funcionais. “Há melhora, mas ainda não pode ser comemorada porque só 16% terminam os estudos com a plena capacidade de se comunicar”, alerta Ana Lucia Lima.

MEC

O MEC (Ministério da Educação) informou, em nota, que só pode avaliar estudos do governo federal. Disse ainda que a EJA (Educação de Jovens e Adultos) faz parte do ensino básico e, portanto é de responsabilidade dos Estados e Municípios, cabendo à pasta somente fornecer “apoio suplementar” à alfabetização.

Destacou também programas de apoio ao EJA, como o Brasil Alfabetizado e o Projovem (Programa Nacional de Inclusão de Jovens), destinado a jovens de 18 a 29 anos que não conseguiram terminar a escolarização no tempo adequado.

Setor hoteleiro registra 76% de leitos ocupados em julho de 2018, no RN

 

Fonte: G1 RN

A ocupação de leitos em hoteis potiguares atingiu uma média de 76% em julho deste ano, 7% a mais que o mesmo mês de 2017. Os dados são da Associaçõa Brasileira de Indústrias de Hoteis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN) e registraram aumento no número de leitos ocupados em Natal (11%), Mossoró (38%) e Pipa (3%).

“No mês de julho tivemos um público do sul e sudeste trazendo a melhor ocupação dos últimos cinco anos. Fechamos com média de 98% dos leitos ocupados em julho e isso vai ficar na história”, afirma Edson Galvão, gerente-geral de um hotel na Via Costeira.

As praias do RN, com seu clima torpical e relativa distância dos centros comerciais, ainda são os maiores atrativos para o turista. “A cidade é muito agradável, com um clima excelente. A gente sai do estresse de São Paulo e isso é maravilhoso”, contou Robson Amaral, paulista que já visita Natal pela terceira vez.

Considerando somente os meses de 2018, a ABIH-RN registrou uma queda de 1.4% na média de ocupação de leitos. Para a associação, a capital potiguar precisa de novos atrativos que despertem no turista a vontade de voltar.

“O Forte dos Reis Magos precisa voltar ao seu funcionamento normal. A orla das praias de Ponta Negra, do Meio e dos Artistas precisa ser recuperada. São produtos turísticos que precisam ser revitalizados ou criados para oferecermos opções de visitação e atrair mais turistas”, explica José Odécio, presidente da ABIH-RN.

Terremoto deixa ao menos 98 mortos na Indonésia

 

Fonte: Folha de S. Paulo 

Ao menos 98 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas neste domingo (5), quando a ilha de Lombok, na Indonésia, foi atingida por um terremoto de magnitude 7, afirmaram as autoridades.

Segundo o porta-voz da agência nacional de gestão de desastres, Sutopo Purwo Nugroho, o número ainda crescer. Ele afirmou que só será possível saber a real extensão do terremoto quando as cerca de 13 mil casas atingidas pelo tremor forem examinadas.

Ao menos 98 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas neste domingo (5), quando a ilha de Lombok, na Indonésia, foi atingida por um terremoto de magnitude 7, afirmaram as autoridades.

Segundo o porta-voz da agência nacional de gestão de desastres, Sutopo Purwo Nugroho, o número ainda crescer. Ele afirmou que só será possível saber a real extensão do terremoto quando as cerca de 13 mil casas atingidas pelo tremor forem examinadas.

A agência pediu que as pessoas ficassem longe do mar —ainda que uma alerta inicial de tsunami inicialmente emitido tenha sido suspenso.

Testemunhas disseram que o terremoto cresceu em intensidade durante vários segundos, quebrando janelas e portas. Tremores secundários foram registrados.

A maioria das mortes ocorreu nas regiões norte e oeste de Lombok.

Na cidade de Mataram, o fornecimento elétrico foi cortado e os pacientes tiveram de ser retirados dos principais hospitais.

Imagens divulgadas pela imprensa mostravam pacientes em macas fora de uma clínica, enquanto eram atendidos por médicos.

 

O sismo foi sentido por vários segundos também na ilha de Bali, onde as pessoas saíram correndo de casas, hotéis e restaurantes.

“Todas as pessoas no hotel estavam correndo, então eu também corri. As pessoas lotaram as ruas”, disse a turista australiana, Michelle Lindsay. “Diversas autoridades pediram para as pessoas não entrarem em pânico.”

O ministro da Justiça e de Assuntos Internos, Kasiviswanathan Shanmugam, disse que estava no décimo andar de um hotel que tremeu de forma vigorosa, fazendo rachaduras nas paredes. “Era impossível de ficar em pé.

Como a região é marcada pela grande presença de resorts, o tremor provocou pânico entre turistas. Houve pequenos danos nos aeroportos de Lombok e de Bali, que, porém, não pararam suas atividades.

O abalo veio uma semana depois de outro de magnitude 6.4 que deixou 14 pessoas mortas na região.
A Indonésia está situada no Círculo do Fogo, um arco de vulcões e falhas geológicas na bacia do Pacífico.

STF pode julgar esta semana pedido de liberdade de Lula

 

Fonte: Agencia Brasil 

O Supremo Tribunal Federal (STF) pode julgar nos próximos dias o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele aguarde em liberdade o julgamento de recursos contra sua condenação na Operação Lava Jato. Em função da condenação a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba desde 7 de abril.

O julgamento pode ocorrer na próxima quinta-feira (9), antes de o PT registrar a candidatura de Lula na Justiça Eleitoral para concorrer à Presidência da República, fato que deve ocorrer no dia 15 de agosto, último dia previsto pela legislação eleitoral.

Na semana passada, após o relator do caso, o ministro Edson Fachin, defender celeridade para definir a situação jurídica de Lula antes das eleições, a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, responsável pela pauta do plenário, indicou nos bastidores que pode pautar a questão nesta semana.

No entanto, diante da possibilidade de o caso ser julgado pelo plenário, e não pela Segunda Turma, como deseja a defesa do ex-presidente, os advogados podem desistir do recurso e o julgamento poderá ser adiado. De acordo com dois ministros do STF ouvidos reservadamente pela Agência Brasil, o tribunal deverá aceitar o recuo, caso a defesa confirme a desistência.

Eleições

O pedido de liberdade do ex-presidente também tem implicações na esfera eleitoral. Caso a defesa consiga suspender temporariamente a condenação e a soltura de Lula, o ex-presidente poderá concorrer livremente às eleições sem precisar de uma decisão que avalie sua inelegibilidade.

Com a confirmação da condenação na Lava Jato na segunda instância da Justiça Federal, o ex-presidente pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados pelos órgãos colegiados da Justiça.

Se a decisão do Supremo for contrária à pretensão de Lula, o STF pode confirmar a inelegibilidade e levar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a negar o registro de candidatura.

Desde junho, quando entrou com recurso na Segunda Turma da Corte, a defesa de Lula pretende que a Corte julgue somente a concessão de liberdade e tenta evitar que o plenário analise a questão da inelegibilidade para as eleições de outubro deste ano porque o ex-presidente ainda pode ser beneficiado por uma liminar e disputar as eleições caso tenha a candidatura barrada.

No entanto, a inelegibilidade não é automática e a questão somente será analisada pelo TSE a partir do dia 15 de agosto, quando o PT pretende protocolar o pedido de registro da candidatura da Lula à Presidência da República nas eleições de outubro.

Recurso

No dia 22 de junho, Fachin enviou pedido de liberdade do ex-presidente para julgamento pelo plenário, e não na turma, como queria a defesa. Ao justificar o envio, Fachin disse que a questão deve ser tratada pela Corte por passar pela análise do trecho da Lei da Ficha Limpa, que prevê a suspensão da inelegibilidade “sempre que existir plausibilidade da pretensão recursal”.

No entanto, a defesa de Lula recorreu e afirmou que a análise da questão não foi solicitada. “O embargante requereu exclusivamente a suspensão dos efeitos dos acórdãos proferidos pelo Tribunal de Apelação para restabelecer sua liberdade plena. A petição inicial, nesse sentido, é de hialina [límpida] clareza ao requerer o efeito suspensivo para impedir a ‘execução provisória da pena até o julgamento final do caso pelo Supremo Tribunal Federal’”, sustentou a defesa.

Condenação

Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá (SP) e teve a pena executada pelo juiz federal Sergio Moro após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça, conforme definiu o STF.

Surfista potiguar garante vaga no Mundial Júnior da ISA, na Califórina

 

Fonte: Agora RN

O surfista potiguar Mateus Sena, 16, se destacou na segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Surfe, que aconteceu de 4 a 5 de agosto, em Maresias (SP), e garantiu a vaga para o Mundial Júnior ISA, confirmado para outubro na Califórnia, nos Estados Unidos.

Mateus foi o grande vencedor na sub 16 e é o atual líder do ranking brasileiro nesta categoria.“Eu consegui manter um bom ritmo durante todo o campeonato, me conectei com as ondas, dei o meu melhor e consegui a vitória. Essa vitória é o resultado de muito trabalho dentro e fora d’água e agora eu vou continuar treinando pra fazer um bom resultado na Califórnia”, disse o atleta.

Essa é a segunda vez que Mateus representa o país no Mundial Júnior da ISA. Em 2017, no Japão, ele ficou com a oitava colocação na categoria sub 16.  Na segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Surfe, neste fim de semana, o potiguar ainda ficou com a segunda colocação na categoria sub 18.

Na competição por equipes o Rio Grande do Norte ficou com a quarta colocação. A grande vencedora foi a equipe de Santa Catarina, em segundo ficou São Paulo, seguida da Paraíba.

Polícia detém “Paty Bumbum” na zona oeste do Rio

 

Fonte: Terra 

A massoterapeuta Patrícia Silvia dos Santos, conhecida “Paty Bumbum”, foi presa nesta segunda-feira (6), na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo informações da TV Globo, a prisão, realizada por Policiais do 42º DP (Recreio), foi feita no bairro de Curicica, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

 

Patrícia, de 47 anos, já havia sido detida no dia 25, acusada de exercício ilegal da profissão e respondia em liberdade. De acordo com a investigação, ela realizava procedimentos estéticos irregulares em uma clínica localizada na região de Jacarepaguá.