Rachadura em viaduto assusta pessoas na ZN de Natal

 

Fonte: Agora RN

Os moradores e motoristas que passam pelo bairro do Igapó, na zona Norte de Natal, estão assustados com as falhas na estrutura do viaduto que cruza a BR 101. Segundo eles, “há muito tempo” uma rachadura abriu no local e nenhum órgão competente tomou providências, apavorando cada vez mais as pessoas.

A carpinteira Maria Edilza, de 51 anos, disse que a única atitude tomada até então foi tampar a rachadura, algo que não resolveu, devido ao intenso fluxo de veículos na área. “É um risco muito grande, nós temos medo desse viaduto cair. Como fica próximo ao Rio Potengi o sal destrói tudo. Não era para estarem tampando, só desperdiçando dinheiro público”, desabafou.

O locutor de rádio e motorista Moraes Neto, de 48 anos, revelou que passa diariamente no local e também tem medo do viaduto desabar. “Eu quero que tomem uma atitude e ajeitem, porque isso é muito perigoso para todos nós que estamos em movimento aqui todos os dias. Eles só vão agir quando acontecer algo grave”, previu.

Em nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no RN (DNIT), que é o responsável pelo viaduto, disse que constatou um problema na junta de dilatação entre o aterro e o viaduto, decorrente de um desgaste. Segundo o órgão, apesar da aparência, não há dano estrutural no viaduto.

Além disso, o departamento comunicou que a empresa responsável pela manutenção do trecho já foi acionada e deverá executar o reparo já nesta terça-feira, 16, para garantir a segurança dos usuários e a manutenção do bem público.

Inep confirma 119 mil inscritos do RN no Enem 2019; veja o perfil dos candidatos

 

Fonte G1 RN

O Rio Grande do Norte tem 119.324 candidatos confirmados no Exame Nacional do Ensino Médio 2019 (Enem). O número final de pessoas inscritas foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta segunda-feira (15).

O número de inscritos chegou a superar os 140 mil, mas caiu devido à falta de pagamentos dos boletos de confirmação. As provas do Enem serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro – primeiro e segundo domingo do mês. No país, a edição tem 5.095.382 inscritos.

No Rio Grande do Norte, a maioria dos inscritos é do sexo feminino: 57,4%, que representam 68.452 do total dos inscritos. A faixa etária com mais candidatos é a ente 21 e 30 anos, com 40.866 pessoas – 34,2% do total.

Pessoas de cor parda são maioria entre os inscritos: 59.588 ou 49,9% da totalidade. E 80.085 (67,7%) do total de candidatos já concluíram o ensino médio.

Entre as 40 cidades em que as provas serão aplicadas, Natal é a que tem mais candidatos inscritos, com 33.2% do total: são 39.570 pessoas. Mossoró, com 13.741 (11,5%), Parnamirim, com 6.025 (5%) e Caicó, com 4.654 (3.9%) são as outras cidades com mais pessoas inscritas.

Veja o perfil

Sexo

  • Feminino: 68.452 (57,4%)
  • Masculino: 50.872 (42,6%)

Faixa Etária

  • Menor que 16: 1.451 (1,2%)
  • Igual a 16: 5.793 (4,9%)
  • Igual a 17: 13.743 (11,5%)
  • Igual a 18: 15.595 (13,1%)
  • Igual a 19: 13.565 (11,4%)
  • Igual a 20: 10.482 (8,8%)
  • De 21 a 30: 40.866 (34,2%)
  • De 31 a 59: 17.617 (14,8%)
  • Maior ou Igual a 60: 212 (0,2%)

Cor/raça

  • Amarela: 2.724 (2,3%)
  • Branca: 42.782 (35,9%)
  • Indígena: 485 (0,4%)
  • Não declarada: 2.123 (1,8%)
  • Parda: 59.588 (49,9%)
  • Preta: 11.622 (9,7%)

Situação do Ensino Médio

  • Cursando a última série/ano no ensino médio: 25.823 (21,6%)
  • Cursando o ensino médio, mas não concluirei no ano letivo de 2019: 13.041 (10,9%)
  • Concluiu o ensino médio: 80.085 (67,1%)
  • Sem cursar nada e sem concluir ensino médio: 375 (0,3%)

Homenagem do Café com Notícia ao repórter esportivo Chico Inácio

 

Café com notícia – 16/07/2019

 

Em 2018, mais de 20 milhões de crianças não foram vacinadas no mundo

 

Fonte: Agência Brasil

Dados da ONU se referem à imunização contra sarampo, difteria e tétano

Dados de agências da Organização das Nações Unidas (ONU) revelam que 20 milhões de crianças em todo o mundo não foram vacinadas contra doenças como o sarampo, a difteria e o tétano em 2018. As informações foram divulgados nesta segunda-feira (15), pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Para as agências, esse número equivale a mais de um em cada 10 menores em todo o planeta.

Doses

O nível de estagnação da cobertura de vacinação com três doses de difteria, tétano e coqueluche, também conhecida como tosse convulsa, e uma dose da vacina contra o sarampo, é de cerca de 86% em nível global. Apesar de ser considerado elevado, esse nível de cobertura não é suficiente. As agências destacam que é necessária uma cobertura de 95% entre países e comunidades em todo o mundo, para proteger as crianças contra surtos de doenças que podem ser evitados pela vacinação.

Grande parte das crianças que não foram vacinadas vive nos países mais pobres e está desproporcionalmente em nações que vivem em conflitos ou são afetadas por eles de alguma forma. Quase metade do total de crianças não vacinadas vive em 16 países com esses problemas: Afeganistão, República Centro-Africana, Chade, República Democrática do Congo, Etiópia, Haiti, Iraque, Mali, Níger, Nigéria, Paquistão, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Síria e Iêmen.

De acordo com as agências da ONU, se essas crianças ficarem doentes, correm o risco de sofrer as consequências mais graves para a saúde e têm menor oportunidade de acesso a tratamentos e cuidados de saúde que salvam vidas.

Acesso

De acordo com as agências da ONU, as grandes disparidades no acesso a vacinas acontecem em países de todos os níveis de rendimento. Essa situação resultou em surtos de sarampo em muitas partes do mundo, incluindo em países com altas taxas de vacinação em geral. Em 2018, quase 350 mil casos de sarampo foram registrados em todo o mundo, mais do dobro do que em 2017.

No topo da lista de incidência da doença em 2018 está a Ucrânia. Apesar de o país ter vacinado mais de 90% de seus bebês, a cobertura foi baixa durante vários anos, deixando um grande número de crianças mais velhas e adultos em risco.

Várias nações com alta incidência e cobertura têm grupos significativos de pessoas que não foram vacinadas contra o sarampo no passado. Essa situação “demonstra como a baixa cobertura ao longo do tempo ou comunidades distintas de pessoas não vacinadas podem desencadear surtos mortais”, diz a ONU.

HPV

Pela primeira vez, os dados de cobertura de vacinação contra o Vírus do Papiloma Humano, o HPV, foram revelados pelas agências internacionais. A cobertura da vacina protege as meninas contra o cancro do colo do útero na idade adulta.

De acordo com o estudo, 90 países introduziram a vacina contra o HPV nos seus programas nacionais desde 2018. O número de meninas alcançadas na área analisada equivale a uma em cada três em todo o mundo.

A OMS e o Unicef fazem parte da parceria com a Aliança Global para Vacinas e Imunização (Gavi), que ajuda a reforçar os sistemas de imunização e resposta a surtos em países. As iniciativas incluem vacinar todas as crianças com imunização rotineira, conduzindo campanhas de emergência e dando formação aos profissionais de saúde como parte essencial da qualidade dos cuidados de saúde primários.

* Com informações da ONU New

Após Natal, Parnamirim vai debater regulamentação dos aplicativos de transporte

 

Fonte: G1 RN

Audiência pública acontece nesta terça-feira (16) na Câmara Municipal. Atualmente, serviço é proibido por lei na cidade.

A Câmara Municipal de Parnamirim vai realizar nesta terça-feira (16) uma audiência pública para debater a regulamentação dos aplicativos de transporte na cidade. A pauta será discutida às 18h no Plenário Doutor Mário Medeiros e o debate é aberto à população.

O serviço de transporte por aplicativos atualmente é proibido em Parnamirim pela lei nº 1736/2015. A audiência, proposta pela vereadora Ana Michele (PT), portanto, tem a intenção de discutir uma possível revogação dessa lei e abordar questões como segurança pública, estrutura dos veículos e o tempo de resposta e espera dos aplicativos.

“Hoje, a maioria das grandes cidades contam com o serviço de aplicativos de transporte individual. Em nosso município, o serviço ainda não é de fato regulamentado. Por essa razão e pela preocupação com os motoristas e usuários, vamos provocar esse debate para que encaminhamentos concretos sejam feitos”, disse a vereadora Ana Michele.

Em Natal, os vereadores aprovaram a regulamentação dos aplicativos de transporte há pouco mais de um mês com mudanças na atuação do trabalho.

A audiência em Parnamirim pretender mobilizar representantes de entidades, associações e cooperativas de motoristas por aplicativos.

Serviço

  • O que? Audiência Pública sobre Regulamentação dos Transportes por Aplicativos em Parnamirim
  • Quando? Terça-feira (16), às 18h.
  • Onde? Câmara Municipal de Parnamirim, na Avenida Castor Vieira Régis, no bairro Cohabinal.

Fissura em viaduto assusta população na Zona Norte de Natal

 

Fonte: G1 RN

Segundo Dnit, problema no viaduto de Igapó foi causado por “desgaste” em junta de dilatação e empresa responsável pela manutenção deve fazer serviço no local até esta terça (16).

Uma fissura se abriu no viaduto de Igapó, na Zona Norte de Natal, e assustou motoristas que trafegam na região, nesta segunda-feira (15). Uma junta de dilatação ficou bem mais aberta que as demais, que existem na obra. A imagem assustou a população – principalmente quem passa pelo trecho diariamente.

“Eu acho perigoso, pode causar um problema grave. Acho que se fosse em outra região da cidade, já tinham ajeitado. Aqui, as autoridades, esquecem. Falta manutenção periódica”, disse o gerente de farmácia, Saulo de Tarso da Silva, de 36 anos, que é usuário de transporte público e passa diariamente pelo local.

Responsável pelo viaduto, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) confirmou o defeito “decorrente de um desgaste da junta”, ressaltando que “não há qualquer dano estrutural do viaduto”.

Ainda de acordo com o órgão, uma equipe técnica foi até o local para analisar a fenda e a empresa responsável pela manutenção do trecho foi acionada para executar o reparo até esta terça (16), a fim de garantir a segurança dos usuários.

Nova Lei regulariza, em 30 dias, 3,5% das motocicletas com multas e atrasos de tributos

 

Fonte: Tribuna do Norte

Das 160 mil motocicletas que  se encontravam em situação irregular com atraso de IPVA e multas, e poderiam se beneficiar com o perdão de tributos, apenas 3,55% (5.680) buscaram regularização nos primeiros 30 dias da nova Lei que perdoa débitos antigos. Os dados solicitados pela TRIBUNA DO NORTE foram divulgados hoje pela Secretaria Estadual de Tributação.

O projeto entrou em vigor no dia 10 de junho e, após 30 dias, conseguiu recuperar valores da ordem de R$ 2,26 milhões com o pagamento do IPVA e da taxa de licenciamento referentes a 2019 e também o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) de anos anteriores, cujas receitas vão para a União.   

Pelo programa, os proprietários de veículos de até 150 cilindradas  que estavam inadimplentes poderiam ter os débitos perdoados se pagassem os impostos e taxas a partir deste ano, assim como o DPVAT atrasado, regularizando a situação. De acordo com estimativas da Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN), 160 mil motocicletas se encontravam em situação irregular, grande parte com débitos já na Dívida Ativa do Estado. 

O balanço do primeiro mês com o programa em vigor mostrou que dos R$ 2,26 milhões recuperados, a maior parte dos recursos foi destinada ao DPVAT (R$ 1,5 milhão). O licenciamento gerou R$ 511 mil e o pagamento do IPVA 250 mil. Os valores remidos dos débitos inadimplentes somaram R$ 2,7 milhões.

De acordo com o subdiretor de Controle de IPVA da SET-RN, Carlos Alberto Gomes, na maioria das adesões ao programa, o proprietário usava a moto para como instrumento de trabalho ou para desenvolver as atividades e estava inadimplente há mais de dez anos, o que significa que o débito já havia prescrito e, por isso, irrecuperável. No entanto, com o projeto, esse contribuinte voltou a pagar o imposto e taxas a partir deste ano. 

A maior parte das pessoas que estão sendo beneficiadas com a lei é de cidades do interior do Rio Grande do Norte. Do total já contemplado, somente 612 motocicletas estão registradas em Natal. O restante é oriundo de municípios, como Mossoró (569), Assú (322) e Caicó (249). “O que percebemos nesse primeiro mês é que as pessoas que foram contempladas com essa lei são pessoas simples, humildes e que realmente dependem da motocicleta para locomoção ou para trabalhar. Isso nos mostra o caráter social dessa iniciativa, que acaba refletindo em incremento de arrecadação”. 

Para aderir ao programa, o proprietário da motocicleta ou motoneta de até 150 cilindradas precisa pagar o IPVA e a taxa de Licenciamento Anual de Veículos relativos a 2019, além de estar completamente quite com o DPVAT independente do ano, já que esse seguro é vinculado à União e não possui gerência do Estado. Essas são as principais condições para remissão dos débitos anteriores. Além disso, o veículo não pode ter multas e nem algum impedimento no Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM). Poderão ser remidos os débitos oriundos de janeiro de 2014 a dezembro de 2018.

Consumidor poderá bloquear ligação de telemarketing a partir desta terça

 

Fonte: Tribuna do Norte

Termina nesta terça-feira, 16, o prazo para que as empresas de telefonia criem a lista nacional de bloqueio de telemarketing. O consumidor que não quiser mais receber ligações de ofertas de empresas como Claro/Net, TIM, Vivo, Nextel, Oi e Sky deve se cadastrar no portal naomeperturbe.com.br.

A lista, porém, não bloqueia ligações das empresas de telecomunicação com fins de pesquisa ou de empresas de outros setores que queiram vender seus produtos. Portanto, o consumidor está protegido apenas das chamadas indesejadas com o propósito de vender serviços de telefonia, TV por assinatura ou internet.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou, em junho passado, o prazo de 30 dias para que as empresas de telecomunicações implementassem o mecanismo, pois são justamente essas companhias as responsáveis por um terço das ligações de telemarketing indesejadas, segundo estudos de mercado que fundamentaram a decisão da agência.

Até maio deste ano, a Anatel registrou quase 14 mil reclamações de consumidores, uma média mensal de 2,8 mil queixas. Sendo que a média do ano de 2018 foi de 2,2 mil reclamações por mês.

O Procon já tem uma lista de bloqueio de ligações de telemarketing. Qual é a diferença?

A diferença está na abrangência. Enquanto o cadastro da Anatel é mais abrangente em termos geográficos, já que se trata de uma lista nacional (e o Procon atua na esfera estadual), o cadastro do Procon é mais abrangente na gama de empresas, pois bloqueia ligações de telemarketing de todas as companhias, e não somente as de telecomunicações.

Não seria melhor criar uma lista de bloqueio nacional que atinja todas as empresas?

O presidente da Anatel disse, em nota divulgada em junho, que a agência estudará soluções técnicas que possam ajudar a combater o problema das ligações indesejadas vindas de outros setores. Mas, apesar de 90% dos brasileiros terem recebido ligações indesejadas de telemarketing, somente 36,8% tentaram bloquear o número e só 11,2% procuraram serviços de proteção do consumidor, de acordo com uma pesquisa realizada pela Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça.

Ônibus de Natal vão deixar passageiros fora das paradas obrigatórias à noite

 

Fonte: Agora RN

Desembarque se dará apenas no período noturno, no intervalo compreendido entre às 22h e o último horário de circulação dos ônibus

Usuários do transporte coletivo vão ter mais segurança ao voltarem para casa. A Prefeitura do Natal sancionou a Lei 6.441/2014, do vereador Aroldo Alves (PSDB), que cria a “Parada Segura”, destinada a incentivar e garantir medidas que visem à segurança dos usuários, passageiros e trabalhadores do transporte coletivo do Município de Natal.

De acordo com a Lei, a concessionária do transporte coletivo concederá o desembarque de passageiros fora das paradas obrigatórias, apenas no período noturno, no intervalo compreendido entre às 22h e o último horário de circulação dos ônibus. A parada segura deverá ocorrer exclusivamente ao longo do trajeto original dos ônibus, não sendo permitidos desvios ou acessos por caminhos diferentes dos estabelecidos pela Secretária de Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

“É um projeto simples que virou uma Lei importante porque contempla o setor da segurança. O trabalhador, o estudante, o passageiro que volta para casa tarde da noite vai estar amparado com a ‘Parada Segura’, podendo informar ao motorista o local mais adequado para descer do ônibus”, afirmou o vereador Aroldo Alves.

O estudante Washington Santos da Silva destacou que se sente mais seguro ao voltar para casa. “Eu moro no Bom Pastor e estudo a noite em uma faculdade no bairro de Ponta Negra e, ao voltar para casa, o ônibus para próximo a minha rua. É uma opção de chegar em casa de forma mais segura”, afirmou o Washington.

As empresas de transporte coletivo devem afixar aviso em local visível no interior de cada veículo pertencente à Parada Segura e cabe à SEMOB realizar estudos que possam subsidiar a escolha das linhas a serem contempladas.