Custo da cesta básica sobe 1,43% em Natal, aponta Dieese


Compartilhe esse post

Em janeiro de 2020, o custo do conjunto de alimentos essenciais subiu em 11 capitais e
caiu em seis, de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada
mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos
(DIEESE) em 17 cidades. Em 12 meses, entre janeiro de 2019 e o mesmo mês de 2020, todas as cidades
acumularam alta.

Em janeiro de 2020, com o reajuste de 4,11% no salário mínimo, o tempo médio
necessário para adquirir os produtos da cesta básica ficou em 94 horas e 26 minutos. Em
dezembro do ano passado, com o piso nacional em R$ 998,00, o tempo de trabalho foi calculado
em 97 horas e 42 minutos. Em janeiro de 2019, era de 88 horas e 05 minutos.

Em janeiro de 2020, em Natal, a cesta de alimentos básicos aumentou 1,43% em
comparação com dezembro do ano anterior e custou R$ 389,26. Na comparação entre as 17
capitais pesquisadas pelo DIEESE, a cidade potiguar ocupou a quarta posição entre os menores
preços. Em 12 meses, a variação foi de 10,64%.

Em 12 meses, nove produtos acumularam alta: feijão carioquinha (23,34%), carne
bovina de primeira (18,14%), leite integral (15,85%), óleo de soja (14,47%), tomate (14,41%),
banana (11,80%), açúcar refinado (3,42%), arroz agulhinha (2,34%) e pão francês (1,08%).
Somente a farinha de mandioca (-9,51%), o café em pó (-7,82%) e a manteiga (-0,35%) tiveram
taxas negativas.
O trabalhador natalense cuja remuneração equivale ao salário mínimo necessitou
cumprir jornada de trabalho, em janeiro de 2020, de 82 horas e 25 minutos para comprar a cesta.
Em dezembro de 2019, o tempo necessário foi de 84 horas e 36 minutos e, em janeiro do
mesmo ano, de 77 horas e 34 minutos.
Em janeiro de 2020, o custo da cesta em Natal comprometeu 40,72% do salário mínimo
líquido (após os descontos previdenciários). Em dezembro de 2019, o percentual foi de 41,80%
e, em janeiro do mesmo ano, 38,34%.

 

Fonte: Dieese


Compartilhe esse post

Ler Anterior

UFRN acata decisão da Justiça e matricula em Medicina estudante que questionou classificação no Sisu

Ler Próximo

Aumenta para 61 os casos de coronavírus em navio atracado no Japão

Envie uma mensagem para o setor responsável.
WeCreativez WhatsApp Support
Flávio Amorim
Comercial
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Sheyla
Vendas
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Vanessa
Vendas
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
98 FM
Pedir Música
Acessível