Coronavírus: empresas aprovadas pela Anvisa para produzir testes projetam vender 640 mil kits

Oito testes rápidos foram aprovados nesta quinta-feira, que serão vendidos por seis companhias. Apesar da previsão, ainda não há data para chegada ao mercado.

Compartilhe esse post

As seis empresas com testes rápidos aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) esperam vender, inicialmente, 640 mil kits no Brasil. Entretanto, a entrega para o governo ou outros eventuais compradores ainda não tem data prevista.

Apesar delas já trabalharem com previsão de quantidade de kits a ser produzida, a maioria das empresas aponta que a entrega desses itens depende antes da importação de material da China para produção dos testes em fábricas no Brasil.

O que se sabe sobre os testes aprovados:

  1. A Celer fez um pedido inicial de matéria-prima para 20 mil kits. O material será importado da China. O resultado deverá ser feito por meio de coleta de sangue (10 microlitros) em laboratório. O teste detecta a liberação dos anticorpos IgM e IgG, da fase aguda (a partir de 4º – 5º dias) e crônica (a partir de 13º-14º dias) da doença. O diagnóstico é feito em 15 minutos.
  2. A Biocon entrou com uma compra de 200 mil unidades importadas da China. O teste é similar ao aplicado pela Celer e o resultado também fica disponível em 15 minutos.
  3. Única a aprovar três produtos, a Eco Diagnóstica importa todo o material da Coreia. A empresa também irá disponibilizar o teste de detecção dos anticorpos, mas chama a atenção para o teste de fluorescência, que já é possível detectar a partir do 2º e 3º dia de infecção. A coleta do material no paciente é por meio da passagem de um cotonete nas vias respiratórias. O terceiro teste aprovado ainda está com alguns processos em finalização e deve demorar um pouco mais para entrar no mercado. A ideia é trazer 50 mil do tipo IgM e IgG e mais 100 mil do kit de fluorescência.
  4. A Medlevensohn diz ter feito um pedido inicial de 200 mil testes e tem um teste feito com um furo no dedo, como na medição de glicose da diabetes. O sangue é espalhado em uma tira, com um resultado de 10 a 15 minutos.
  5. A Ebram tem capacidade de produzir 70 mil testes e também apresenta testes do tipo IgM e IgG. As amostras podem ser de soro, plasma ou sangue.
  6. A QR Consulting não quis falar ainda em quantidade de testes e também apresenta um kit com detecção de anticorpos.

Compartilhe esse post

Ler Anterior

CORONAVÍRUS: Anvisa faz restrições a aplicação de drogas antimalária

Ler Próximo

Salatiel comenta sobre redução da frota de ônibus em Natal

Envie uma mensagem para o setor responsável.
WeCreativez WhatsApp Support
98 FM
Pedir Música
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Flávio Amorim
Comercial
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Sheyla
Vendas
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Vanessa
Vendas
Acessível