RN tem seis paratletas da Sadef convocados para o Parapan de Lima, no Peru

 

Fonte: Agora RN

Seis atletas e dois técnicos da Sadef (Sociedade Amigos do Deficiente Físico do RN) vão representar o Brasil nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru. A convocação pelo CPB – Comitê Paralímpico Brasileiro não chegou a ser uma grande surpresa. “O Rio Grande do Norte está em um nível de competitividade muito alto, temos hoje paratletas que são referências em várias modalidades no país”, explicou o presidente da associação, Tercio Tinoco.

Entre os atletas, a maioria, 4, é mulher. Três são do halterofilismo: Renê Belcássia, Maria Rizonaide e a veterana Terezinha Mulato, que vai para o quinto Parapan da carreira. Desde a primeira convocação, em 2003, ela nunca ficou de fora da lista, é a única brasileira a alcançar essa marca. “Só eu sei o quanto ralei pro meu nome estar nessa lista. E aí penso que valeu a pena todo o sofrimento, todas as lesões, esqueço tudo que passou e me sinto pronta pra fazer tudo novamente”, diz Terezinha.

A quarta mulher da Sadef convocada é Ana Raquel Montenegro, do paraciclismo. Aos 28 anos, ela tem uma história curiosa no Parapan. Essa será a terceira participação, cada uma em um esporte diferente. “Natação, triathlon e agora no paraciclismo, depois de menos de 1 ano e meio na modalidade. Estou muito orgulhosa da minha trajetória no paradesporto”, diz Ana Raquel, que no próximo mês completa duas décadas nas competições locais, nacionais e internacionais.

Dois homens completam a lista de convocados da Sadef. No halterofilismo, Júnior França, que inclusive recebeu a notícia bem longe de Natal. O paratleta está voltando pra casa depois da participação no Mundial do Cazaquistão, no fim de semana passado, e ficou entre os 10 melhores atletas do mundo.

No tênis de mesa, a lista de convocados já estava fechada desde o fim do ano passado, e inclui o potiguar Ecildo Lopes, maior pontuador do ranking nacional adulto em 2018. Ecildo é outro veterano do paradesporto. Aos 55 anos, ostenta o título de maior medalhista das Américas no tênis de mesa paralímpíco, e atualmente lidera o ranking brasileiro veterano 50.

Além dos paratletas, a Sadef/RN também estará representada pelos técnicos Carlos Wiliams e Felipe Veloso. O Parapan será realizado entre 23 de agosto e 1º de setembro, em Lima, no Peru. No total, o RN terá 16 atletas na disputa, em 9 modalidades. É o 5º Estado brasileiro com mais representantes. O Brasil terá a maior delegação da história em Jogos Parapan-Americanos. Serão 512 integrantes, sendo 337 atletas, entre os quais atletas-guias, calheiros, goleiros e pilotos, que não possuem deficiência. Este número representa um acréscimo de 24% em relação à equipe que disputou a última edição do Parapan, no Canadá, em 2015.

Os Jogos Parapan-Americanos são o maior evento do continente. Lima 2019 promete organizar a mais grandiosa edição de todos os tempos, com a participação de aproximadamente 1.890 atletas, de 33 países, em 17 modalidades. Nas três últimas edições, os atletas brasileiros não conhecem outro resultado que não seja o primeiro lugar no quadro geral de medalhas

Justiça do RN manda Estado fornecer 32 medicamentos de alto custo

 

Fonte: Agora RN

Caso a decisão não seja cumprida, secretário Cipriano Maia poderá pagar multa de R$ 10 mil e responder por prevaricação e improbidade

A Justiça potiguar determinou ao Governo do Estado que cumpra uma sentença anterior que determina o fornecimento gratuito e ininterrupto de medicamentos excepcionais, de alto custo, aos usuários cadastrados no Programa de Assistência Farmacêutica Excepcional do Estado.

 Segundo a decisão, os usuários devem estar cadastrados na lista da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat). Na decisão, a 1ª Vara da Fazenda Pública da comarca de Natal fixou o prazo de 15 dias para que o secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, comprove o cumprimento da sentença.

Caso a decisão não seja cumprida, Cipriano poderá pagar multa de R$ 10 mil e responder por prevaricação e improbidade.

Uma inspeção do Ministério Público em 11 de junho constatou a falta de 32 substâncias na Unicat, entre as quais medicamentos para tratar a Doença de Parkinson, osteoporose e combate à infecção pelo vírus da raiva humana.

Fórum discute boas práticas de fabricação da água mineral no Rio Grande do Norte

 

Fonte: G1 RN

Evento tem por objetivo estimular a garantia da qualidade da água mineral consumida pela população potiguar.

Empresários, distribuidores e revendedores de água mineral natural vão se reúnem nesta quarta-feira (17), desde as 18h, no Fórum “Boas Práticas com a Água Mineral”. O evento acontece na Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte e tem por objetivo estimular a garantia da qualidade da água mineral consumida pela população potiguar.

De acordo com a organização, serão debatidos assuntos que tratam diretamente da segurança alimentar da água, desde o beneficiamento na fonte até a chegada à casa do consumidor. A Cadeia Produtiva da Água Mineral no Estado, o Código Brasileiro de Trânsito, o Novo Modelo de Tributação das Águas Minerais do RN, Armazenamento e Empreendedorismo, são os temas que vão guiar o Fórum.

“Neste evento vamos tratar das responsabilidades de cada um em evitar qualquer tipo de contaminação que possa prejudicar a saúde e o bem-estar da sociedade.”, explica Djalma Barbosa Júnior, coordenador do evento e presidente do Sindicato das Empresas de Água Mineral no RN.

Segundo ele, as Boas Práticas de Fabricação (BPF) são importantes por reduzirem o risco de qualquer tipo de contaminação e misturas inadequadas nos produtos, além de serem fundamentais para garantir a qualidade das atividades e a boa reputação de uma indústria.

Em 10 anos, o setor cresceu 300% no Rio Grande do Norte, segundo dados do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Hoje são produzidos cerca de 507 milhões de litros de água mineral natural ao ano no estado. O setor gera em torno de 10 mil empregos diretos e indiretos.

Cronograma de concurso da PMRN será antecipado

 

Fonte: Tribuna do NOrte

Um novo cronograma para a conclusão das etapas restantes do concurso público para o quadro de praças da Polícia Militar foi anunciado nesta terça-feira, 16, pelo Governo do Estado. Travado por alguns debates jurídicos, o processo seletivo prosseguirá em oito fases, até a homologação, estabelecida para setembro de 2020, segundo estipula o novo prazo. Na programação anterior, o reforço ao efetivo estava previsto para abril de 2021.


O novo cronograma foi estabelecido por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), intermediado pelo Ministério Público Estadual (MP-RN). Pelo calendário anunciado, são oito fases e terá início ainda este mês, com a reclassificação e correção da redação para candidatos retidos no ponto de corte da prova de geografia – que foi alterado pelo documento – e encerrado com homologação do certame, previsto para o início de setembro. O atual calendário prevê que o curso de formação será iniciado no dia 2 de janeiro de 2020 e transcorrerá até dia 28 de agosto do mesmo ano, sendo agora em oito meses. 

O andamento do concurso, iniciado no segundo semestre do ano passado, estava prejudicado devido a algumas incorreções do edital, como por exemplo, sobre o ponto de corte das questões objetivas estabelecido para o mínimo de 40% de acerto, para que a redação do candidato fosse corrigida. A primeira cláusula do TAC determina que o ponto de corte deverá ser rebaixado para três questões, de modo que haverá uma reclassificação, a ser conduzida pela empresa que elaborou as provas. Outra condição do termo foi a continuidade no processo seletivo das candidatas do sexo feminino que foram chamadas a mais, para suprir vagas destinadas aos homens, uma vez que não havia classificados do sexo masculino em número estipulado pelo edital.

Atualmente, o contingente da Polícia Militar do Rio Grande do Norte conta com 170 policiais femininas e 7.636 masculinos. O TAC foi firmado com o Governo do RN através da Secretaria de Estado da Administração (Sead), do Comando Geral da Polícia Militar e da Procuradoria Geral do Estado (PGE-RN).

Déficit
O objetivo da conclusão do processo seletivo é reforçar a corporação, que há 14 anos não tem concurso público e registra um déficit de pessoal na faixa dos 40%, aproximadamente 5,7 mil vagas. A previsão é que de até a conclusão do concurso, este número seja maior ainda. 

O tenente coronel Eduardo Franco, chefe da assessoria de Comunicação da PMRN, declarou em setembro de 2018, período em que as provas foram aplicadas, que o presente concurso não seria suficiente para atingir a meta dos efetivos de praças e oficiais: “O que queremos é que o Governo do Estado promova concursos anuais, até que se atinja a meta dos efetivos. Assim teremos sempre uma turma em processo de formação”, destacou o oficial.

Uma das questões que precisa ser detalha, sobretudo pela Secretaria Estadual de Administração (Sead), diz respeito à disponibilidade de recursos do Governo do RN para garantir a realização do curso de formação, a aquisição de novos fardamentos, novas armas e munição.

A reportagem da TRIBUNA DO NORTE encaminhou questionamentos sobre a disponibilidade de recursos alocados para viabilizar todas as etapas do processo seletivo do concurso público da PMRN, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno. 

Porém, quanto ao aumento das despesas com a folha de pessoal, os recursos foram assegurados através da Lei Orçamentária Anual (LOA) do Estado aprovada pela Assembleia Legislativa do RN.
Números
1.000 vagas para praças (soldado) da Polícia Militar do RN serão preenchidas pelo concurso, sendo 938 homens e 62 mulheres.

08 meses é o novo prazo de duração do curso de formação da PMRN.

14 anos é o período que não se realiza novo concurso para a PM no RN.

R$ 2.904 é o valor do salário base do soldado da PMRN.

40%  é o tamanho estimado do déficit de pessoal na PMRN.

5,7 mil é o número de cargos vagos no quadro da Polícia Militar, considerando a previsão de 13.466 cargos estabelecida por lei estadual.

Professora do RN vence prêmio nacional de educação com projeto que aponta problemas sociais

 

Fonte: G1 RN

Patrícia Barreto, do IFRN de Nova Cruz, conquistou “Prêmio Educador Nota 10” em trabalho que ensinava métodos de argumentação aos alunos através de reflexões sociais.

A professora Patrícia Barreto, do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) de Nova Cruz, no interior do estado, foi um das vencedoras do Prêmio Educador Nota 10, que teve seu resultado divulgado nesta quarta-feira (17). A premiação nacional – a mais importante no país na educação básica – condecora profissionais com projetos relevantes na suas unidades de educação. Patrícia vai concorrer agora ao prêmio de educadora do ano em um evento em setembro com o outros nove vencedores do projeto.

O projeto premiado da professora foi o “Argument(ação): protagonismo juvenil”, que ela realizou com 115 alunos de quatro turmas do 3º ano do ensino médio. O trabalho se baseou da seguinte forma: a professora Patrícia Barreto pediu aos estudantes que registrassem com fotos um problema social da cidade onde vivem.

O passo seguinte foi apresentar aos alunos imagens que representavam denúncias de questões sociais e observá-las com os alunos, identificando temas e apresentando justificativas para os diferentes pontos de vista. Dessa forma, ela notou que os jovens falavam dos temas de forma genérica e superficial e, assim, planejou estratégias que tinham como foco a argumentação e a produção de um artigo de opinião.

Com o projeto, os alunos desenvolveram argumentos e pensaram em soluções para os problemas sociais apontados. Após a produção escrita, os alunos ainda prepararam um podcast para divulgar suas ideias e evidenciar o protagonismo juvenil.

“O grande objetivo do nosso trabalho foi dar voz ao protagonismo juvenil. Criamos um podcast e nele falamos um pouco sobre as problemáticas vividas por nossos estudantes nos municípios em que moram. Eles puderam argumentar sobre os problemas das suas cidades, sobre problemas que eles vivenciam e convidar outros jovens a participar da vida pública e social dos municípios onde moram”, destacou a professora Patrícia Barreto.

A premiação

Patrícia foi premiada ao lado de outros nove educadores que desenvolveram experiências pedagógicas de destaque nas escolas em que trabalham. Eles foram escolhidos entre quase 5 mil inscritos pela Academia de Selecionadores, que é formada por especialistas em didáticas específicas, pesquisadores das principais universidades do país, orientadores de graduação e pós-graduação, além de formadores de gestores e de professores em suas respectivas disciplinas.

Os vencedores do projeto são do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e São Paulo.

Dos 10 projetos campeões, quatro são trabalhos realizados com alunos do Ensino Fundamental I (sendo um também EJA), três com turmas do Ensino Médio, dois de gestão e outro com o Ensino Fundamental II. As disciplinas são variadas, indo de Educação Física à Matemática.

Os vencedores do Prêmio Educador Nota 10 de 2019 ganham um vale-presente no valor de R$ 15 mil, além de todas as despesas pagas para participar de uma semana de imersão e da cerimônia de premiação, marcadas para setembro, em São Paulo, onde vai concorrer ao título de Educadora do Ano.

Com lances a partir de R$ 50, Detran leiloa 150 veículos em Natal

 

Fonte: G1 RN

Pregão acontece na próxima sexta-feira (19) em Natal e também pode contar com lances pela internet. Lotes de sucatas e de veículos para circulação estão abertos a visitação.

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) anunciou que vai retomar o cronograma de leilões de automóveis apreendidos. O próximo está marcado para a sexta-feira (19), com 150 lotes de produtos divididos entre os que são destinados a sucata e os que podem voltar a circular. De acordo com o órgão, os lances iniciais variam entre R$ 50 e R$ 18 mil.

O leilão acontece a partir das 10h no auditório do Arituba Hotel, situado na Rua Desembargador Antônio Soares, no bairro do Tirol, em Natal. Durante esta quarta e quinta-feira (17 e 18), das 8h às 14h, os interessados em conhecer os veículos à venda podem ir ao pátio de automóveis apreendidos do Detran, localizado na Rua Bom Pastor, 1222, nas Quintas, em Natal.

O galpão é conhecido como antiga garagem da Viação Guanabara. No local, estão todos os veículos que vão a leilão e o cidadão pode fazer sua avaliação visual, sendo vedado quaisquer outros procedimentos, como experimentação e manuseio dos carros e motocicletas.

Para participar do leilão o cidadão deve se cadastrar. Basta comparecer ao local do evento levando a documentação exigida. Sendo pessoal física, o interessado deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência. Se for pessoa jurídica, o contrato social e CNPJ da empresa.

A participação também pode ser feita de forma online, bastando que o interessado tenha seu cadastro validado antes de iniciar o leilão, devendo ainda obedecer às exigências cadastrais especificadas no endereço eletrônico (aqui).

O candidato que for responsável pelo arremate de qualquer bem deve assinar um comprovante de arrematação contendo número, valor e descrição do lote, como pagar sinal correspondente a 20% do valor do lote adquirido. Após a data do pregão, em até três dias úteis, ele ainda deve concluir a compra quitando os 80% que restarão. O custo de cada lote arrematado deve ser acrescido de 5%, referente à comissão do leiloeiro, além de 0,90% de ICMS, se o veículo for de circulação, ou 18% se o lote for destinado à sucata.

O comprador ainda deverá custear licenciamento, IPVA, Seguro DPVAT, tudo que envolva a transferência de propriedade, mudança de município, referente ao exercício de 2019. Já no caso de sucata, o arrematante tem somente a obrigação de pagar as baixas da sucata e de gravame (caso haja), não pagando nenhuma outra taxa ao Detran.

A arrematação dos veículos classificados como sucata fica restrita às empresas de desmontagem registradas. O Edital com todas as informações do leilão, inclusive com a relação completa dos carros e motocicletas com imagem e as especificações de marca, placa, ano de fabricação e valor inicial do bem podem ser conferidas no site (aqui).

Todos os lotes postos a leilão estão a mais de 60 dias retidos no pátio do Detran e de acordo com a lei 13.160, os veículos apreendidos que não forem reclamados em um prazo de 60 dias contados a partir do recolhimento podem ser objeto de leilão.

Registro de crimes cai no primeiro trimestre do ano

 

Fonte: Agência Brasil

Roubo de cargas e de veiculos estão entre os que mais caíram

Dados do Sistema Nacional de Segurança Pública (Sinesp) mostram que a ocorrência de crimes no país caiu no primeiro trimestre deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Os números foram divulgados terça-feira (16) pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Segundo os boletins de ocorrência dos estados e do Distrito Federal, os índices que mais caíram foram os referentes aos crimes de roubo a instituições financeiras (-41%); roubo de carga (-38%) e roubo de veículos (-30%).

No caso de roubo a instituições financeiras, no primeiro trimestre, foram registradas 160 ocorrências, contra 273 no mesmo período de 2018. Quanto ao roubo de cargas, foram 5.938 casos no primeiro trimestre de 2018 e 3.680, no mesmo período de 2019.

Já o roubo de veículos apresentou, de janeiro a março, 19.633 ocorrências a menos do que no mesmo período do ano passado. Em 2018, foram 66.477 casos, contra 46.844 em 2019.

Também houve redução de 23% nos índices de latrocínio (roubo seguido de morte); de 22% nas taxas de homicídio doloso; de 12% nas de furto de veículos; de 11% em tentativas de homicídio e de 5% nos registros de estupro.

De acordo com o ministério, os registros do mês de março também mostram tendência de redução das taxas de criminalidade. No cruzamento de dados do mês, o roubo a instituições financeiras apresentou redução de 58%, maior índice percentual registrado. Os registros de latrocínio aparecem em seguida, com queda de 34%, os de roubo de carga, com redução de 33% e os de roubo de veículos, de 42%.

Os números mostram ainda queda no registro de crimes de lesão corporal seguida de morte (-16%); homicídio doloso e furto de veículos (-14%); estupro(-13%), menor do que o apurado no mesmo mês do ano passado; e de tentativa de homicídio (-7%).

Bolsonaro diz que governo deve anunciar nesta semana detalhes sobre liberação de saques do FGTS

 

Fonte: G1

Presidente confirmou na Argentina intenção do governo de autorizar saques de contas ativas do FGTS e do PIS-Pasep. Segundo ele, intenção é dar ‘uma pequena injeção na economia’.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (17), na Argentina, que o governo dele deve anunciar ainda nesta semana detalhes sobre a proposta de liberação de saques de contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS-Pasep.

Bolsonaro deu a declaração em uma entrevista coletiva concedida na cidade argentina de Santa Fé, onde participou nesta quarta da 54ª cúpula de chefes de Estado do Mercosul.Saques do FGTS e PIS-Pasep devem liberar R$ 63 bilhões, prevê Paulo GuedesJornal GloboNews edição das 10h00:00/08:10

Saques do FGTS e PIS-Pasep devem liberar R$ 63 bilhões, prevê Paulo Guedes

Na véspera, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou em entrevista à GloboNews, na Argentina, a liberação dos saques do FGTS e do PIS-Pasep para tentar reaquecer a economia com a injeção de R$ 63 bilhões no mercado.

Na ocasião, Guedes disse que o objetivo do governo federal é liberar R$ 42 bilhões com os saques do FGTS e outros R$ 21 bilhões com os do PIS-Pasep.

O PIS é um abono pago aos trabalhadores da iniciativa privada administrado pela Caixa Econômica Federal. O Pasep é pago a servidores públicos por meio do Banco do Brasil.

Questionado por repórteres nesta quarta-feira sobre a expectativa de anúncio dos saques do FGTS e do PIS-Pasep, o presidente da República afirmou que a iniciativa tem como objetivo dar uma “pequena injeção na economia”.

“[O anúncio] está previsto para essa semana isso. É uma injeção, uma pequena injeção na economia. E é bem-vindo isso aí porque começa a economia, segundo especialistas, a dar sinal de recuperação pelos sinais positivos, em especial, também, que estão vindo do parlamento”, declarou Bolsonaro antes de embarcar de volta para o Brasil, referindo-se à aprovação em primeiro turno na Câmara da proposta de reforma da Previdência.

Em maio, Paulo Guedes já havia dito que o governo estudava liberar os recursos dos trabalhadores depositados em contas inativas e ativas do FGTS assim que fossem aprovadas as reformas, entre as quais a da Previdência.

À época, o ministro da Economia também disse que a área econômica avaliava liberar dinheiro do abono salarial PIS-Pasep para jogar dinheiro no mercado e movimentar a economia.

Após protesto, reajuste de taxas é adiado e Ceasa retoma atividades

 

Fonte: Tribuna do Norte

A Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa) retomou as atividades normalmente no início da tarde desta quarta-feira (17). Após reunião entre os permissionários e representantes do Governo do Estado, ficou acordada a suspensão do reajuste nas taxas de condomínio, que chegavam a 130% e seria cobradas a partir do dia 18 de julho. Agora, porém, o reajuste ocorrerá em agosto e virá com benefícios para os profissionais. O acordo ainda não é definitivo e será discutido.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Permissionários da Ceasa, Alan Dantas, o Governo ouviu as reivindicações dos comerciantes e disse que, no mês de agosto, haverá o reajuste junto com a justificativa para o aumento nas taxas de condomínio.
“Temos que agradecer à população do Rio Grande do Norte, que entendeu a nossa luta e a nossa situação”, disse Alan Dantas. 

Segundo a Controladoria Geral do Estado, haverá uma nova rodada de negociações entre o Governo e permissionários às 14h da quinta-feira (18). O ponto central da reunião desta quarta-feira foi para o adiamento do aumento na cobrança da taxa de condomínio, que seria em julho e ocorrerá em agosto.
O Governo explicou que não houve reajuste no valor do aluguel, mas que a taxa de condomínio por m² saltou de R$ 3,31 para R$ 7,79. Contudo,  valor ficará em R$ 7,26 até que as câmeras de segurança sejam implantadas no local. 

Desabastecimento

A manifestação dos permissionários da Ceasa afetou diretamente a população que buscava produtos nos supermercados de Natal na manhã desta quarta-feira. Com o bloqueio para a saída de mercadoria, os proprietários de supermercados tiveram dificuldades para conseguir diversos gêneros perecíveis e, por isso, houve desabastecimento. 

Segundo Geraldo Paiva, que representa supermercadistas de Natal, vários estabelecimentos estavam com dificuldade para garantir o abastecimento com produtos normalmente adquiridos junto aos comerciantes da Ceasa, principalmente frutas e verduras. Havia o temor de uma situação ainda pior. 

“Se a paralisação continuar amanhã, os supermercados vão ficar 100% desabastecidos com relação a esses itens”, alertou Geraldo Paiva, antes da decisão que suspendeu a paralisação da Ceasa. 

Apesar das atividades terem sido retomadas, o prejuízo já foi confirmado. “Quem tem supermercados que vendem produtos perecíveis já está tendo um grande prejuízo, porque os carros com mercadorias estavam presos na Ceasa desde a madrugada. Esse é o meu caso, inclusive”, explicou o presidente da Associação dos Supermercados do RN (Assurn), Nelson Leiros.

Manifestação

Permissionários iniciaram protesto na madrugada desta quarta-feira (17), em frente à Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa) na Av. Capitão Mor Gouveia. A manifestação teve início por volta de 1h e, segundo os manifestantes, cerca de 70% dos permissionários aderiram à paralisação. Por volta das 12h40 a manifestação foi encerrada.

Vários carros e caminhões que realizam entrega de mercadorias ficaram estacionados do lado de fora da Ceasa e ocupavam uma das pistas.

O diretor financeiro da Ceasa, Iwri Nascimento informou que em agosto deve haver melhorias e disse também que o reajuste foi feito a partir de um estudo de despesas em que o rateio não ocorria de maneira adequada.

Governo do RN vai nomear 57 novos agentes penitenciários concursados

 

Fonte: Agora RN

“Nosso governo não mede esforços para enfrentar a violência e a criminalidade’, disse a governadora Fátima Bezerra

O Governo do Estado vai nomear até o final deste mês 57 novos agentes penitenciários concursados. Eles concluíram o curso de formação e estão aptos a assumir as funções. Nesta quarta-feira, 17, eles foram recepcionados pela governadora Fátima Bezerra que deu boas vindas e ressaltou a importância que a administração estadual dá ao sistema de segurança pública.

“Nosso governo não mede esforços para enfrentar a violência e a criminalidade. Nos primeiros seis meses alcançamos resultados altamente positivos. Reduzimos a violência em 30%. Saímos da posição de estado mais violento do país em 2018 e hoje estamos entre os quatro estados que mais reduziram a violência em todo o Brasil”, afirmou a governadora.

Fátima Bezerra destacou aos novos agentes o modelo de governança da atual gestão que criou a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária para tratar exclusivamente deste setor e está contratando os servidores aprovados em concurso público. “Nossa gestão tem foco, determinação e seriedade. Vocês escolheram o caminho do serviço público e quem escolhe este caminho escolhe atender bem a população e promover a cidadania”.

Ainda em seu discurso a governadora pontuou: “Não tenho dúvidas que cada um de vocês chega movido pelo espírito público e senso de responsabilidade. E quero afirmar: esse é o governo do diálogo, da transparência e do zelo pelo interesse público. Governo que dialoga com todos os setores da sociedade e segue os preceitos da Lei de Execuções Penais que prevê o exercício da autoridade, a hierarquia e o controle com respeito aos presos, familiares e aos agentes penitenciários”.

Ao encerrar o discurso no auditório da Escola de Governo em Natal, Fátima Bezerra afirmou: “Vocês chegam para fazer com que o sistema penitenciário do RN seja um dos melhores do país e continue sendo referência para o Brasil”.

Outra turma de aprovados no concurso público iniciou o treinamento para assumir as funções. A previsão é que mais 65 sejam nomeados nos próximos meses.

O secretário de estado da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio disse que “o momento é de conquista e avanço na política de segurança pública. A nomeação fortalecerá a segurança nas unidades prisionais”, afirmou e destacou ainda “estamos promovendo ampliação e renovação do quadro de agentes, levando em conta que a atual gestão tem como prioridade a promoção de tratamento digno ao preso, familiares, e aos próprios servidores”.