Operação da PF contra roubo de cargas tem 14 presos no Rio

 

Uma operação da Polícia Federal hoje (11) contra o roubo de cargas terminou com o cumprimento de 14 mandados de prisão temporária no Rio de Janeiro. A operação Fórtio tinha por objetivo desarticular uma quadrilha especializada no roubo de caminhões de carga em vias da Baixada Fluminense e da zona norte da capital.

As investigações começaram em janeiro deste ano, depois que imagens da TV Globo flagraram, em dezembro do ano passado, um caminhão roubado sendo descarregado no Complexo do Lins, na zona norte do Rio.

De acordo com o delegado federal Marcelo Prudente, o grupo praticava roubos todos os dias, em especial à noite, principalmente em Belford Roxo, Pavuna, São Gonçalo e ao longo da Avenida Brasil.

“Eles roubavam as cargas mais variadas possíveis: carne, cigarros, cerveja. O que a gente identifica nessa quadrilha, como em outras, é a preferência por produtos de altíssima liquidez [que são vendidos com mais facilidade]. Muitas vezes eles abordam o caminhão e, se a carga for desinteressante, eles o deixam prosseguir”, disse o delegado.

Prudente explicou ainda que as investigações continuam para identificar outros suspeitos e sua ligação com quadrilhas que controlam a venda de drogas em algumas favelas. “Os caminhões são abordados e, normalmente, são conduzidos a uma outra área de ‘segurança’ para esses delinquentes fazerem o transbordo, a descarga do caminhão”.

Também foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão. As medidas judiciais, expedidas pela 38ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, foram cumpridas em endereços do Rio, Duque de Caxias e Belford Roxo.

A ação faz parte da chamada União Rio, que integra órgãos federais e estaduais no combate à criminalidade do Rio. Também participaram da operação, o Ministério Público do estado e as polícias Militar e Rodoviária Federal.

Operação conjunta da Polícia Civil e Ipem contemplou 57 postos de combustíveis

 

Na manhã desta sexta-feira (11), foram divulgados os resultados de uma ação conjunta que visou encontrar irregularidades em 57 postos de combustíveis, localizados na Grande Natal e no interior do Estado. A ação, que aconteceu nessa quinta-feira (10), envolveu o trabalho de policiais civis da Delegacia Especializada em Defesa do Consumidor (Decon), do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) e do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON).

Para efetivar a ação no Estado, a Decon contou com apoio da Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN) e da Diretoria de Polícia Civil do Interior (DPCIN). A coletiva de imprensa que aconteceu na sede do IPEM contou com a presença do delegado titular da Decon, Osmir Monte; do diretor da DPGRAN, delegado Júlio Costa e do diretor da DPCIN, delegado Lenivaldo Pimentel.

Sobre a ação – A operação fiscalizou postos de gasolinas e os policiais encontraram lacres colados nas bombas dos estabelecimentos, eles haviam sido rompidos e fixados novamente com cola, esse rompimento já configura irregularidade e resulta que a calibração das bombas estavam sendo manipuladas nesses postos.

Cerca de 100 profissionais participaram da operação em oito municípios: Natal, Parnamirim, Ceará-Mirim, São José de Mipibu, Santa Cruz, Mossoró, Currais Novos e Caicó.

Diesel da Petrobras já acumula alta de 15% em 2018; gasolina avança quase 10%

 

Com seguidos reajustes, o diesel comercializado pela Petrobras PETR4.SA> nas refinarias vem renovando máximas e já acumula alta de quase 15 por cento apenas em 2018, refletindo em grande parte a disparada nas cotações internacionais do petróleo.

Nesta quarta-feira, o diesel, combustível mais consumido no país, é vendido a 2,1728 reais por litro nas refinarias da estatal, o maior nível ao menos desde julho do ano passado, quando a petroleira deu início a uma nova sistemática de formação de preços, com reajustes praticamente todos os dias.

No acumulado do ano, o avanço chega a 14,65 por cento e, desde julho, a 37,9 por cento.

O repasse ou não dessas alterações para as bombas dos postos de combustíveis depende da estratégia das distribuidoras e revendedoras. Além disso, a Petrobras vem ressaltando, inclusive em campanhas publicitárias, que mais da metade do valor final do produto deve-se à incidência de tributos e impostos.

Por meio de sua política de formação de preços, a companhia visa seguir as oscilações internacionais, entre outros parâmetros, de modo a manter certa paridade com o mercado externo.

Nas últimas semanas, o petróleo LCOc1> CLc1> vem avançando com força, para os maiores níveis desde 2014, dados os cortes de oferta do cartel Opep, a demanda firme e, nesta semana, a saída dos Estados Unidos de um acordo nuclear com Irã, com possibilidade de novas sanções de Washington sobre Teerã.

Além do diesel, a gasolina também vem subindo para máximas nas refinarias da Petrobras.

Nesta quarta-feira, está em 1,8523 real por litro, alta de quase 10 por cento em 2018 e de 33,85 por cento desde julho.

Extra, com Reuters

Placas de veículos terão até dezembro padrão dos países do Mercosul

 

O Diário Oficial da União publicou nesta sexta-feira (11) resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que regulamenta a produção das placas de identificação dos veículos brasileiros no padrão dos países do Mercosul. As novas placas deverão ser implementadas no Brasil até 1º de dezembro deste ano em veículos a serem registrados, que estejam em processo de transferência de município ou propriedade ou quando houver a necessidade de substituição das placas.

A resolução traz as regras e requisitos de credenciamento das empresas responsáveis pela produção, estampa e o acabamento final das placas veiculares. As empresas só poderão produzir e comercializar as placas se forem credenciadas no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

De acordo com a resolução, a venda das placas deverá ser feita de forma direta das empresas credenciadas aos proprietários de veículos. A definição dos preços também será feita pelos fabricantes.

Substituição da placa

A resolução permite ainda que o proprietário do veículo antecipe a substituição da placa, mantenha os números originais no cadastro e altere os caracteres no novo modelo a ser instalado.

Conforme outra resolução publicada em março deste ano, a medida se aplica a todos os tipos de veículo, incluindo reboques, semirreboques, motocicletas, triciclos, motonetas, ciclo elétricos, quadriciclos, ciclomotores, tratores e guindastes, que serão identificados por uma única placa, instalada na parte traseira.

Para veículos já emplacadas, a troca será opcional. As novas placas são revestidas com película retrorrefletiva e têm fundo branco com margem superior azul. Além de estampar a bandeira brasileira com o símbolo do Mercosul, o novo modelo mantém os atuais sete caracteres alfanúmericos e apresenta ainda Quick Response Code (QRCode) e número de ID único para coibir fraudes.

Agência Brasil

Morre monitor do Bombeiro Mirim baleado durante assalto em Natal

 

Fonte: G1 RN

O jovem voluntário do programa Bombeiro Mirim, baleado na cabeça ao tentar fugir de um assalto em Natal, não resistiu e morreu por volta das 5h da manhã desta sexta-feira (11). A informação foi confirmada pela família de Luan Thales da Silva, de 20 anos, e pelo hospital onde estava internado desde a manhã da quarta-feira (9), quando foi baleado. O crime aconteceu no bairro de Lagoa Seca, na Zona Leste de Natal.

De acordo com o tio de Luan, a família recebeu a confirmação da morte na manhã desta sexta. Desde que foi beleado, Luan estava no Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, na Zona Leste da capital. Lá, passou por cirurgia, mas seguia em estado grave.

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 5h50 da quarta-feira na Avenida Bernardo Vieira, entre os cruzamentos da via com a Av. Jaguarari e a Tororós. Após balearem a vítima, os bandidos fugiram em uma motocicleta. O crime foi flagrado uma câmera de segurança.

O presidente da Associação dos Bombeiros Militares do RN, cabo Dalchem Viana, explicou que Luan Thales era órfão, mas é considerado um filho por todos os militares que atuam no projeto Bombeiro Mirim.

“Tanto que ele, depois de passar pelo programa, trabalhava como voluntário e ajudava na formação das crianças que participam do Bombeiro Mirim”, afirmou.

“Infelizmente, o Estado está sempre um passo atrás da criminalidade. Falta investigação e integração”, lamentou.

Caminhão bate, deixa poste dependurado e bairro da Zona Sul de Natal fica sem energia

 

Fonte: G1 RN

Um caminhão caçamba bateu e um poste ficou dependurado pelos fios na manhã desta sexta-feira (11) na Rua São José, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal. Com a força do impacto, o poste partiu e foi arrancado do chão. Só não tombou no meio da pista porque ficou preso pela rede elétrica. Ninguém se feriu e o motorista fugiu do local.

Pelo menos o bairro de Lagoa Nova ficou sem energia, já que atingiu a rede de alta tensão. A Companhia de Enérgia Elétrica do Rio grande do Norte (Cosern) ainda não deu um prazo para o restabelecimento do serviço.

Novo preço da tarifa de trens entra em vigor na Grande Natal

 

Fonte: G1 RN

O novo preço da tarifa do sistema ferroviário da Região Metropolitana de Natal entrou em vigor nesta sexta-feira (11). A tarifa passou de R$ 0,50 para R$ 1.

Segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), há 15 anos não havia reajuste na tarifa e o aumento visa o equilíbrio entre o custo operacional e o preço pago pelo usuário.

Os trens atendem 4 municípios do Rio Grande do Norte: Natal, Parnamirim, Ceará-Mirim e Extremoz. Cerca de 15 mil pessoas utilizam o serviço diariamente. No primeiro dia de nova tarifa, os usuários não reclamaram do reajuste.

“Apesar do aumento, o serviço ainda é muito mais barato e melhor do que ônibus, então vale a pena”, diz o porteiro Eriton de Souza, que mora em Ceará-Mirim e trabalha em Natal e utiliza o trem como principal meio de transporte.

Convênio de R$ 4 milhões com Detran-RN prevê pagamento de diárias, compra de armas e fardas para a PM

 

Fonte: G1 RN

Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sesed) deve receber R$ 4 milhões do Departamento de Trânsito do Estado (Detran). O convênio, que foi assinado nesta semana, diz que o dinheiro deve ser usados para a compra de veículos, armamentos, munições, fardas, pagamento de diárias operacionais e manutenção de prédios da Polícia Militar.

Detalhamento do Convênio

Descrição Valor total (R$)
Aquisição de armamentos 60 mil
Aquisição de munição 140 mil
Aquisição de fardamento 500 mil
Aquisição de veículos ostensivos 1 milhão
Pagamento de diárias operacionais 1,4 milhão
manutenção predial 900 mil
Total 4 milhões

Fonte: Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do RN
A assessoria de comunicação da PM disse que o repasse será feito em partes, a depender das demandas da corporação.

“O governo, percebendo a necessidade da PM, proporcionou esse convênio que é de suma importância por ser um forte incremento para melhorar a atuação dos policiais, sobretudo nas ações ostensivas”, afirmou Sheila Freitas, secretária da Sesed.

Já Eduardo Machado, diretor do Detran, destacou a participação do órgão em contribuir com melhorias para a segurança da população. “O Detran também tem um caráter muito voltado para a segurança pública, principalmente nessa parte de fiscalização. E o governo do estado, neste momento, tem que unir esforços para que possamos combater a violência e dar mais tranquilidade à sociedade”, enfatizou.

Dia D da Campanha de Vacinação acontece neste sábado para grupos prioritários

 

Fonte: Agora RN

O Dia D da Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza acontece neste sábado, 12, em todas as unidades de saúde de Natal, das 8h às 17h, com abertura oficial na Unidade de Saúde Soledade II, localizada na rua Serra Negra, no bairro Potengi, Zona Norte da cidade.

Apenas as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, definidos pelo Ministério da Saúde, irão receber a imunização, sendo elas: gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), idosos, crianças entre 6 meses e menos de 5 anos, trabalhadores da saúde, indígenas, professores, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Até o momento, cerca de 90 mil pessoas já foram imunizadas na capital potiguar, sendo a maioria idosos, com mais de 40 mil registros e portadores de doenças crônicas não transmissíveis, com mais de 13 mil.

Para se vacinar, é preciso apresentar documento de identificação com foto e cartão de vacinação (caso não tenha, um novo será feito na unidade). Caso necessário, deverá ser apresentado documento que ateste fazer parte do grupo de risco, como receituário ou comprovante médico no caso de portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

A Campanha de Vacinação segue até o dia 1º de junho.

Congo declara novo surto de ebola

 

Fonte: Agência Brasil

O governo da República Democrática do Congo declarou um novo surto de ebola em Bikoro, na província de Equateur, ao noroeste do país, situado na África. O Ministério da Saúde local informou à Organização Mundial da Saúde (OMS) que duas de um total de cinco amostras recolhidas de pacientes apresentaram resultado positivo para a doença.

Este é o nono surto de ebola identificado no Congo desde a descoberta do vírus no país, em 1976. Nas últimas cinco semanas, 21 casos suspeitos de febre hemorrágica viral foram reportados, incluindo 17 mortes.

“A OMS está trabalhando junto ao governo da República Democrática do Congo para ampliar rapidamente as ações e mobilizar parceiros utilizando um modelo de resposta bem-sucedida em meio a um surto de ebola similar registrado em 2017”, informou a entidade.

A primeira equipe multidisciplinar, composta por especialistas da própria OMS e dos Médicos sem Fronteiras, entre outros, viajou ontem (7) para Bikoro visando reforçar a coordenação de ações e as investigações de casos.

Limitações reconhecidas
“As unidades de saúde em Bikoro têm uma funcionalidade bastante limitada e dependem de organizações internacionais para fornecer suprimentos que frequentemente acabam”, destacou a OMS.

Acrescentou ter liberado US$ 1 bilhão do Fundo de Contingenciamento para Emergências na tentativa de dar apoio às ações de resposta ao surto pelos próximos três meses.

Ao longo dos próximos dias, epidemiologistas, equipes de logística, clínicos e especialistas em controle e prevenção de doenças serão enviados ao local.

Como é a doença
A doença do vírus ebola, conhecida também como febre hemorrágica ebola, é considerada grave e, muitas vezes, fatal, com taxa de letalidade em torno de 50%.

O vírus é introduzido na população humana por meio de contato direto com sangue, secreções, órgãos e outros fluidos corporais de animais infectados. A transmissão, acontece de pessoa para pessoa.

Entre humanos, a infecção também se dá pelo contato direto com sangue e outros fluidos corporais como fezes, urina, saliva e sêmen de pessoas infectadas.

Durante um surto, as pessoas com maior risco de infecção são profissionais de saúde que atendem pacientes sem que as medidas de proteção sejam adotadas, membros da família ou outras pessoas que têm contato próximo com pessoas infectadas, pessoas que têm contato direto com corpos dos mortos como parte de cerimônias fúnebres e caçadores que entram em contato com animais mortos encontrados em florestas.

O início súbito de febre, fraqueza intensa, dores musculares, dor de cabeça e dor de garganta caracteriza sinais e sintomas típicos do ebola. Em seguida, aparecem vômitos, diarreia, disfunção hepática, erupção cutânea, insuficiência renal e, em alguns casos, hemorragia tanto interna como externa.