Reservatórios dobram de volume em um ano

 

Fonte: Tribuna do Norte

A quantidade de água nas barragens monitoradas pelo Instituto de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn) dobrou em um ano. Hoje, o nível d’água de todos os 47 reservatórios corresponde a 23,38% da capacidade total de armazenamento. No dia 15 de março do ano passado, o volume correspondia a 11,53%. O aumento do volume está atrelado às chuvas do período, consideradas acima da média de anos anteriores.

Em metros cúbicos, o volume de água atual é de 1.031.723.950. No mesmo período do ano passado, eram de 508.472.557 m³. A capacidade total de armazenamento é de 4.411.787.259 m³.

Segundo o Igarn, todas as regiões do estado registraram chuvas que abasteceram os reservatórios. Os maiores reservatórios do estado também dobraram a quantidade de água armazenada. A barragem Armando Ribeiro Gonçalves passou de 11,95% no ano passado para 20,58% este ano. Santa Cruz do Apodi, o segundo maior, passou de 13,68% para 22,86%. Por outro lado, o quarto maior açude do Estado, o Gargalheiras, permanece seco – mesma situação do ano passado.

Mesmo com essa recuperação, o Estado avalia que ainda há uma situação de seca. Na última segunda-feira, 11, o decreto de situação de emergência em decorrência disso foi renovado. É o 13º decreto em sete anos. O texto considera que “as precipitações pluviométricas não foram suficientes para recompor a capacidade de armazenamento hídrico dos reservatórios no Estado”.

Depois de seis anos com poucas chuvas, os reservatórios do Rio Grande do Norte começaram a se recuperar no ano passado. Foi a primeira quadra chuvosa desde 2012 a estar dentro de uma média considerável: choveu 590,7 milímetros entre março e maio, 23,5% a mais que o previsto pelos meteorologistas e 34% a mais que o registrado em 2017. Metade dos municípios estiveram dentro da “normalidade pluviométrica”.

A avaliação, entretanto, é que não basta somente um ano de chuvas para recuperar um volume hídrico confortável. Mesmo as chuvas deste ano, consideradas boas em janeiro e fevereiro e com previsão de continuarem assim no semestre, não possuíram essa capacidade.

“Não tem como recuperar na totalidade, com um inverno normal, as reservas de um Estado que vive uma seca que se arrasta há anos. São muitos municípios em colapso e reservatórios que necessitam de abastecimento”, explicou Gilmar Bristot, chefe do departamento de meteorologia, na II Reunião para Análise Climática para o Semiárido do Nordeste Brasileiro, realizado no dia 22 de fevereiro.

Um exemplo da incapacidade de sair da seca em um ano é a existência de cinco cidades do Rio Grande do Norte ainda em colapso hídrico, ou seja, que são abastecidas por carros-pipa. São Cruzeta, João Dias, Paraná, Pilões e São Miguel.

A perspectiva, entretanto, é que se as chuvas continuarem como estão, os reservatórios possam chegar até a metade da capacidade total de armazenamento. “Podemos esperar uma recarga parcial, que se chegar a 40% ou 50% já seria expressiva, dada a situação de nossas reservas”, avaliou Bristot.
Volumes dos reservatórios em 14/03/2019

Gargalheiras (Marechal Dutra)
Capacidade Total: 44.421.480m³

Volume: Seco

Porcentagem: 0%

Itans
Capacidade Total: 81.750.000m³

Volume: 1.353.000m³

Porcentagem: 1,65%

Santa Cruz do Apodi
Capacidade Total: 599.712.000m³

Volume: 137.150.788m³

Porcentagem: 22,86%

Armando Ribeiro Gonçalves
Capacidade Total: 2.400.000.000m³

Volume: 494.055.267m³

Porcentagem: 20,58%

Umari
Capacidade Total: 292.813.650m³

Volume: 96.837.544m³

Porcentagem: 33,07%

Boqueirão de Parelhas
Capacidade total: 84.792.119m³

Volume: 27.549.235m³

Porcentagem: 32,49%

Total: 1.031.723.950m³, ou seja, 23,38% do total

Volumes dos reservatórios em 15/03/2018
Gargalheiras (Marechal Dutra)

Capacidade Total: 44.421.480m³

Volume: 3.685m³

Porcentagem: 0,01%

Itans
Capacidade Total: 81.750.000m³

Volume: 852.500m³

Porcentagem: 1,04%

Santa Cruz do Apodi
Capacidade Total: 599.712.000m³

Volume: 82.061.200m³

Porcentagem: 13,68%

 Armando Ribeiro Gonçalves
Capacidade Total: 2.400.000.000m³

Volume: 286.798.600m³

Porcentagem: 11,95%

Umari
Capacidade Total: 292.813.650m³

Volume: 37.916.148m³

Porcentagem: 12,95%

Boqueirão de Parelhas
Capacidade total: 84.792.119m³

Volume: 11.634.308m³

Porcentagem: 13,72%

Total: 508.472.557m³, ou seja, 11,53% do total

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *