Sem representantes do RN, Moro apresenta propostas contra corrupção, crime organizado e violência

 

Fonte: Tribuna do Norte

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, está reunido nesta segunda-feira (4) com governadores de 12 estados do país, além de secretários e um vice-governador, para apresentar o pacote de propostas que pretende apresentar contra a corrupção, crime organizado e combate à violência urbana. O encontro, que ocorre em Brasília, não tem nenhum representante do Rio Grande do Norte.

O projeto de lei anticrime será enviado Congresso Nacional nos próximos dias e, na reunião com os estados, o ministro aguarda sugestões por parte dos gestores. “É um desejo do brasileiro que ele possa viver um país mais seguro”, disse Moro em sua conta no Twitter.

Nas redes sociais, o ministro detalhou que a proposta considera que o crime organizado alimenta a corrupção e o tráfico de drogas e assim simultaneamente. “É um projeto simples e com impacto para enfrentar esses três problemas”, ressaltou o ministro.

Moro destacou que não está nas mãos do governo a solução dos problemas de segurança pública. “A sociedade tem de ter presente que o governo pode ser um ator, não tem condições de resolver todos os problemas, mas pode liderar de um processo de mudanças.”

Mudanças

Em ocasiões anteriores, Moro disse ser favorável à proibição de progressão de regime prisional quando houver prova de ligação do preso com organizações criminosas.

Também defendeu mais rigor para os condenados por peculato e prisão após segunda instância, o que ocorre atualmente por causa de um entendimento que há no Supremo Tribunal Federal (STF).

No último dia 23, o governo federal anunciou 35 metas, consideradas prioritárias, para os primeiros 100 dias de gestão. O envio do projeto Anticrime foi a meta escolhida por Moro, sob o argumento de que vai  aumentar a eficácia no combate à corrupção, crimes violentos e crime organizado, além de reduzir pontos de estrangulamento do sistema de Justiça Criminal.

Participação

No encontro, marcaram presença os governadores Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE), Ibanies Rocha (DF), Renato Casagrande (ES), Ronaldo Caiado (GO), Hélder Barbalho (PA), Ratinho Júnior (PR), Coronel Marcos Rocha (RO), Antônio Denarium (RR), Eduardo Leite (RS), Mauro Carlesse (TO) e João Doria (SP), enquanto o Rio de Janeiro está representado pelo vice-governador Cláudio Castro.

A governadora Fátima Bezerra não foi ao encontro, assim como o secretário de Segurança Pública do Estado, Coronel Araújo Silva. De acordo com a Sesed, haverá uma reunião com os secretários de segurança no dia 19 de fevereiro, onde serão discutidos os detalhes do projeto e o secretário do RN participará.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.