ABC sofre com saídas de jogadores titulares

Time de Francisco Diá vai sofrendo uma perigosa operação desmanche nas primeiras rodadas da Série D

Treinador Diá tem alertado para necessidade de reposições no elenco do ABC. Foto: Humberto Sales

Desde a paralisação do futebol pela pandemia da Covid-19 até  hoje (08) o ABC perdeu uma série de jogadores, maioria titulares e não está conseguindo reposição de peças com a mesma qualidade, o que é um risco enorme no planejamento de acesso para a Série C de 2021.

Com exceção de Núbio Flávio e Erivan que não acertaram, as demais saídas fragilizaram e muito o elenco alvinegro, casos de Joécio titular absoluto da zaga, Igor Goularte que vinha se firmando, volante Wesley Dias e por fim o mais regular e importante de todos, Jaílson. Teve ainda as saídas de Cedric e Paulo Sérgio outros dois titulares e agora o meia João Paulo.

Além dos que já citei teve o caso do zagueiro Phellipe Maia que chegou na última segunda-feira, treinou e antes mesmo de assinar contrato recebeu uma proposta do Paraná Clube e já foi embora.

Quase um time inteiro foi embora de uma hora para outra e as reposições não acompanham o mesmo ritmo e menos ainda a qualidade de quem saiu.

Se serve como consolo para o torcedor essa debandada mostra que apesar de estar em uma Série D e com dificuldades financeiras, o ABC tem acertado nas contratações, mas isso por si só não basta. Quem quer o acesso não pode perder tempo para fazer a reposição.

 


Ler Anterior

Vendas do varejo crescem pelo 4º mês e superam em 8,9% o patamar pré-pandemia

Ler Próximo

IBGE prevê safra recorde de 252 milhões de toneladas em 2020