BUSCAR
BUSCAR
Complicado
Ações na Justiça podem comprometer próxima gestão do América
Com o fracasso do futebol, problemas foram desenterrados

O próximo presidente do América vai assumir sabendo que vai sentar em um barril de pólvora e com o pavio queimando muito rapidamente.

Além de Ações Trabalhistas – tem Evaristo Piza, Flávio Boaventura e Alison Brand – tem o uso indevido da verba da CBF destinada para o futebol feminino e que não chegou até onde deveria. O dinheiro foi usado para outras despesas e não para a destinação que a CBF encaminhou.

Leia também

América precisa se reinventar

Torcedor quer Souza na presidência do América; “Seria uma honra”, diz ele

Alex Padang está fora do América

Na terça-feira (19) apareceu uma condenação onde o América terá que indenizar a família de um homem que morreu ao cair de um coqueiro. Este homem que não era funcionário do clube foi chamado para limpar um coqueiro na sede social da Rodrigues Alves.

A familia entrou na Justiça e o América foi condenado a pagar uma indenização de 50 mil reais e mais um salário mínimo para a familia. O total pode chegar na casa dos 500 mil reais, e o clube recorreu.

Hoje (20) mais uma bomba. Outra ação na justiça movida pela empresa PSG MARKETING ESPORTIVO LTDA  que administrava o programa de Sócio Torcedor. A ação no valor de 6 milhões de reais tramita desde 2016.

Existe a preocupação dentro do América, que com esse volume de ações o faturamento que o clube tem com aluguéis e que garantem uma renda importante seja comprometido.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]