América fica no empate com o Floresta

Paulinho Kobayashi avaliou o jogo e o desempenho da equipe na segunda partida pelo Brasileiro da Série D

América de Paulinho Kobayashi ainda não apareceu. Foto: Humberto Sales

Dentro do planejamento de quem disputa uma Série D, ou qualquer competição por pontos corridos vale a máxima de vence em casa e empatar fora.  O resultado do América até aqui que pode ser visto como o ponto fora da curva foi o empate na estreia com o Campinense na Arena das Dunas. Não fosse isso e o 1 a 1 com o Floresta no sábado (26)no Domingão em Horizonte estaria dentro de uma certa normalidade, em que pese a fragilidade do time verde rebaixado no Cearense.

Foi um primeiro tempo muito pobre no aspecto técnico com quase nenhuma situação de gol, a não ser os dois gols, o primeiro de Rondinelly colocando o América na frente e já no final, Deysinho empatando.

Kobayashi ainda não conseguiu – penso que já teve tempo – dar um padrão ao time rubro que deixa espaços entre os setores, que cria pouco e que finaliza menos ainda, e mexeu errado no momento em que sacou Rondinelly o mais lúcido da equipe para a entrada de Dione que acrescentou muito pouco. Outro que esteve muito abaixo no jogo de Horizonte foi Augusto, Wallace Pernambucano mais uma vez não entrou no jogo, Edimar muito mal, Renan Luiz o futebol de sempre, Tiaguinho não acrescentou.  Ewerton Silva está fazendo muita falta ao time. As melhores atuações do América aconteceram justamente com ele em campo.

Resumindo para o torcenauta, o zagueiro Marcelo, volante Felipe Guedes que não pode jogar de primeiro volante e o meia Rondinelly foram na minha avaliação os destaques do time do América, que na quarta-feira (30) tem  obrigação de vencer o Salgueiro.

Após o jogo, Paulinho Kobayashi foi entrevistado com exclusividade pelo repórter Jackson Capixaba, da 98FM a única emissora de Natal que transmitiu que esteve no estádio Domingão


Ler Anterior

Campanha eleitoral começa hoje; saiba o que pode ou não fazer

Ler Próximo

Globo de Renatinho Potiguar tem 100% de aproveitamento e é o melhor potiguar na Série D