Anvisa autoriza ampliação do número de voluntários para teste da vacina da Pfizer contra a Covid

Com a liberação, o número de participantes no Brasil dobrará de 1 mil para 2 mil e aumentará a faixa etária dos recrutados, incluindo adolescentes de 16 e 17 anos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta sexta-feira (18), que mais 1 mil voluntários participem da fase 3 do estudo clínico da vacina da farmacêutica Pfizer e da empresa alemã BioNTech. Com isso, o país terá 2 mil voluntários na última etapa de testes do imunizante contra a Covid-19.

O perfil dos voluntários continua o mesmo, mas a faixa etária foi ampliada – a idade mínima passa de 18 anos para 16 anos. Os centros de testagem serão mantidos na Bahia e em São Paulo.

Os testes da Pfizer e da BioNTech contra a Covid são desenvolvidos por pesquisadores de laboratórios dos Estados Unidos e da Alemanha. Os estudos estão na fase 3, a última etapa.

A Anvisa aprovou as pesquisas dessa vacina entre os brasileiros em 22 de julho. O imunizante exige duas doses, com um intervalo de três semanas.

Em agosto, resultados preliminares indicaram que a vacina induziu uma resposta imune “robusta” e não teve efeitos colaterais graves em voluntários adultos.

A Pfizer já concordou em vender 100 milhões de doses de sua vacina ao governo dos Estados Unidos, oferecendo uma opção de compra de mais 500 milhões.

A empresa também negociou 200 milhões de doses com a União Europeia e o Japão comprou 120 milhões de doses até a primeira metade de 2021.

Fonte: G1


Ler Anterior

Governo pede mais 30 dias para decidir se participa de consórcio de vacinas

Ler Próximo

Polícia Federal e órgãos estaduais apuram causas de incêndios no Pantanal