BUSCAR
BUSCAR
Após suspensão de meia passagem, DCE estuda medidas jurídicas para garantia do direito

Por redação

A Prefeitura do Natal suspendeu temporariamente a concessão de meia passagem aos estudantes durante os horários de pico do transporte público em Natal. O Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DCE/UFRN) criticou a mudança e disse que estuda medidas jurídicas para reverter a decisão e garantir o direito. Além dos estudantes, a suspensão também afeta a gratuidade de idosos durante o mesmo período. A justificativa foi de que dessa forma haverá uma diminuição da lotação nos transportes nos horários de pico.

Pelo decreto, de segunda a sexta-feira, nos horários das 6h às 8h, e das 17h às 19h, os estudantes não poderão utilizar os transportes públicos pagando metade do valor integral, assim como os idosos também não poderão usar gratuitamente os ônibus nesses horários.

“Os estagiários da UFRN têm que trabalhar presencialmente e precisam pegar ônibus nesses horários, ou seja, Álvaro Dias dobrou o valor da passagem para essas pessoas. E tem muitos trabalhadores que também têm direito à meia-passagem. É um golpe muito grave”, postou o DCE em sua página em uma rede social.

Ainda nas postagens, o DCE afirma que está estudando o que poderá ser feito para reverter a decisão. “Já estamos estudando as possibilidades para impedir o Prefeito de Natal de retirar um direito conquistado historicamente pelo Movimento Estudantil”, diz a postagem.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]