Bolsonaro convoca reunião para tratar de ações contra a pandemia da Covid-19

O encontro contou com a presença dos chefes de poderes, ministros e governadores

Por redação

O presidente da República Jair Bolsonaro se reuniu na manhã desta segunda-feira (24) com chefes de poderes, ministros e governadores para tratar de medidas de combate a pandemia de Covid-19.

A reunião aconteceu por volta das 8h da manhã na residência oficial do Palácio da Alvorada. O encontro contou com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), o governador de Amazonas, Wilson Lima (PSC), e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), dentre outras autoridades.

Os governadores que fazem oposição declarada ao presidente Bolsonaro não compareceram a reunião. Todo o período pandêmico está marcado com atritos dos governos estaduais com o governo federal, devido às discordâncias sobre as medidas de isolamento social para conter a propagação do vírus.

O encontro aconteceu um dia após o Brasil atingir seu pior momento, com um recorde de mais de 3 mil mortes em 24 horas. A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse que vê “com grande preocupação” a situação do Brasil, que em número de mortes fica atrás apenas para os Estados Unidos.

Em um pronunciamento feito nesta terça-feira (23), Jair Bolsonaro garantiu 500 milhões de doses de vacina até o final deste ano e omitiu a informação de que o Ministério da Saúde reduziu em quase 10 milhões o total de doses previstas para o mês de abril.

De acordo com o consórcio de veículos de imprensa, com base em dados fornecidos pelas secretarias estaduais de Saúde, 12,7 milhões de pessoas receberam a primeira dose da vacina contra o coronavírus, e 4,3 milhões receberam a segunda dose até o momento.

De acordo com o Planalto, o encontro desta quarta tem como objetivo “fortalecer o ambiente de união nacional para prevenção e combate ao vírus da Covid-19, além de ser um espaço para discussão de ações institucionais conjuntas”.

Com informações complementares do G1 


Ler Anterior

Exclusivo: Ex-financeiro do ABC diz que empresa deve apresentar notas fiscais para comprovar dívida

Ler Próximo

Governo do RN gastou R$ 2 milhões em pesquisa de detecção da Covid-19