Bolsonaro visita Goiás, causa aglomeração e cumprimenta apoiadores

Presidente e a maioria dos apoiadores estavam de máscara, mas retiravam o equipamento para falar ou posar para fotos.

Compartilhe esse post

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro visitou neste sábado (2) um posto de gasolina às margens da BR-040, perto da cidade goiana de Cristalina. Bolsonaro cumprimentou apoiadores e posou para fotos. Aglomerações se formaram ao redor do presidente, contrariando as orientações das autoridades sanitárias para evitar o alastramento do coronavírus.

Bolsonaro deixou Brasília de helicóptero. Tem sido comum, nos fins de semana recentes, o presidente sair de casa e visitar algum local para cumprimentar apoiadores ou comerciantes. Nessas ocasiões, aglomerações se formam em torno dele.

O presidente é contra as medidas de isolamento social implementadas pelos governos estaduais para diminuir a velocidade do contágio por coronavírus. Ele vem dando declarações públicas de apoio à reabertura do comércio e demais atividades econômicas.

Neste sábado, ele voltou a defender a flexibilização do isolamento social e disse que as pessoas devem ir de máscara para a rua.

” Vamos tomar cuidado e usar máscara”, afirmou o presidente.

Apesar de recomendar o uso da máscara, Bolsonaro usou o equipamento de forma errada neste sábado. Ele e grande parte dos apoiadores estavam de máscara, mas tiravam o equipamento para posar para fotos ou para falar. Pelas determinações de autoridades de saúde, é errado puxar as máscaras para baixo ou retirá-las, especialmente em meio a aglomerações.

Houve um momento em que o presidente levou a mão ao nariz e depois, com a mesma mão, cumprimentou apoiadores. Levar a mão ao nariz é uma das principais formas de se contagiar e de espalhar o vírus.

Depois de visitar o posto, Bolsonaro, na volta para Brasília, passou em um outlet em Alexânia, outra cidade goiana próxima a Brasília. As lojas do outlet estavam abertas. Bolsonaro cumprimentou lojistas e voltou a defender a flexibilização do isolamento social.

Fonte: G1


Compartilhe esse post

Ler Anterior

Coronavírus: RN soma 59 óbitos e 1359 casos confirmados

Ler Próximo

Governo do RN deverá renovar decreto de isolamento, diz secretário

Envie uma mensagem para o setor responsável.
WeCreativez WhatsApp Support
98 FM
Pedir Música
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Flávio Amorim
Comercial
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Sheyla
Vendas
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Vanessa
Vendas
Acessível