Câmara de Vereadores aprova projeto que autoriza a presença de público nos estádios de Porto Alegre

Emendas exigem passaporte de vacinação. Prefeito Sebastião Melo tem até 30 dias para sancionar ou vetar o projeto

A Câmara de Vereadores aprovou na noite desta quarta-feira (14), por 22 votos a 10, o projeto que libera a presença de público nos estádios de Porto Alegre. A proposta, agora, vai para apreciação do prefeito Sebastião Melo, que tem até 30 dias para sancionar ou vetar.

De acordo com o texto, de autoria do vereador Mauro Pinheiro (PL), será liberada a ocupação de até 25% da capacidade de cada setor dos estádios da Capital. Isso representaria mais de 10 mil pessoas por jogo na Arena do Grêmio e no Beira-Rio. As pessoas precisariam obedecer às normas de distanciamento de dois metros entre cada uma, exceto àqueles do mesmo núcleo familiar, além do uso de máscara.

Foi aprovada, também, por 24 votos a 9, a emenda da vereadora Cláudia Araújo (PSD), que exige a apresentação da carteira de vacinação contendo o ciclo vacinal completo para liberação do acesso aos estádios. Tanto ela quanto os outros apoiadores do projeto argumentaram que os trabalhadores envolvidos nas partidas — tanto no estádio quanto no entorno — se beneficiariam com a volta dos eventos esportivos.

Caso o prefeito sancione o projeto de lei, Grêmio, Inter e São José ( Série D e tem o estádio Francisco Noveletto Neto, o Passo d’Areia com capacidade para 16 mil torcedores )  poderão voltar a receber torcedores nos seus estádios. A CBF, porém, ainda não autorizou a retomada do público nas competições organizadas por ela.

Além disso, há um acordo entre os clubes da Série A do Brasileiro para que o público só seja liberado quando todas as cidades permitirem. Assim, evitaria um desequilíbrio técnico, com algumas equipes tendo o apoio da torcida e outras, não.

Jornal Zero Hora


Ler Anterior

Câmara aprova projeto que proíbe despejos até fim de 2021

Ler Próximo

UFRJ desenvolve teste de baixo custo para detecção de covid-19