Caso Henry: polícia diz ter provas suficientes para concluir inquérito

Foto: Reprodução

A Polícia Civil do RJ já tem provas suficientes para concluir o inquérito da morte do menino Henry Borel. Em entrevista nesta segunda-feira (19), o delegado-chefe do Departamento de Polícia da Capital, Antenor Lopes, afirmou que o inquérito deve ser fechado esta semana.

Antenor disse que ainda não surgiram indícios de que Monique era agredida ou ameaçada por Dr. Jairinho (sem partido). Ambos estão presos desde o dia 8 deste mês. O delegado também alegou que a polícia ainda não definiu se ouvirá Monique novamente antes da conclusão do inquérito.

“Essa decisão vai ser tomada até terça-feira (20) pelo delegado Henrique Damasceno [titular da 16ª DP], afirmou o chefe de Polícia.

“A defesa fez essa solicitação agora. Houve uma mudança de advogados e uma mudança de estratégia. Eles provavelmente estão vindo com a tese de que Monique vinha sendo intimidada. Até o presente momento, não encontramos nenhum indício que ela estivesse sendo ameaçada pelo companheiro”, afirmou Antenor.

Antenor também disse que houve clara “manipulação” do depoimento da babá, Thayná Ferreira, ao contrário do que poderia ocorrer com Monique em um novo depoimento.

Com informações do G1


Ler Anterior

Médico faz ranking de eficácia das vacinas; veja qual está na frente

Ler Próximo

Sem novas vacinas, 19 mil potiguares podem ficar com 2ª dose atrasada esta semana