CBF estuda volta de público em teste nas quartas de final da Copa do Brasil

Em ofício enviado às federações estaduais, a entidade destaca a criação de um grupo de trabalho para elaborar um projeto piloto que propicie a medida. Atualmente, somente o Distrito Federal liberou público nos estádios no país. ABC x Flamengo será em Natal e sem público

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estuda liberar a volta do público nas partidas de quartas de final da Copa do Brasil. Em ofício enviado às federações estaduais nesta terça-feira (20/7), a entidade máxima do futebol nacional detalhou a ideia de criar um grupo de trabalho para colocar em prática um projeto piloto que possibilite o retorno. A informação foi publicada inicialmente pelo portal Uol e confirmada pelo Correio Brasiliense.

No documento, obtido pela reportagem, a CBF diz ter tomado a decisão de intensificar os estudos para o retorno oficial dos torcedores às arquibancadas em competições brasileiras após identificar uma “evolução das condições sanitárias em âmbito nacional”. Se realmente for adotado nas quartas de final da Copa do Brasil, o retorno para teste aconteceria a partir de 25 de agosto.

Logo no início do comunicado assinado pelo presidente interino Antônio Carlos Nunes, a CBF ressalta que vem analisando a possibilidade “ao longo dos últimos meses”. A entidade diz o estudo será feito por compreender a importância da medida “tanto para a beleza e a emoção do espetáculo, quanto para as finanças dos clubes envolvidos.”

Para isso, a confederação pede auxílio das federações filiadas no intuito de flexibilizar as restrições da presença de público nos estados brasileiros. “Contamos com a essencial e valorosa colaboração de V.Sas. no que concerne ao contato com as autoridades públicas de saúde de seus estados e municípios, pois somente teremos êxito na iniciativa mediante à aprovação dos poderes públicos locais”, diz o ofício.

Atualmente, somente o Distrito Federal liberou a presença de torcedores nas arquibancadas. Após o governo local publicar um decreto reabrindo 25% da capacidade das arenas candangas, o Flamengo, já com a liberação da Conmebol, transferiu a partida de volta das oitavas de final da Libertadores contra o Defensa y Justicia para o Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. O jogo acontece nesta quarta-feira (21/7), às 21h30.

As quartas de final da Copa do Brasil podem contar com times de São Paulo (capital e Santos), Rio de Janeiro (capital), Rio Grande do Sul (Porto Alegre), Santa Catarina (Criciúma), Bahia (Salvador e Juazeiro), Ceará (Fortaleza), Alagoas (Maceió), Rio Grande do Norte (Natal), Paraná (Curitiba), Minas Gerais (Belo Horizonte) ou Goiás (Goiânia). Hoje, o torneio está na fase de oitavas de final.

Como já conta com decreto permitindo a volta do público, o Distrito Federal, naturalmente, se tornaria uma opção viável para transferência de mando de campo. Defendendo a isonomia das disputas desde o início das restrições, a entidade máxima do futebol nacional deve levar o plano adiante somente com autorizações para os jogos de ida e volta. A princípio, o Campeonato Brasileiro não está incluído na iniciativa.

A CBF se comprometeu, ainda, a fornecer atualizações sobre os avanços do grupo de trabalho na tentativa de viabilizar público nos estádios brasileiros. “A Diretoria de Competições (DCO) e a Comissão de Médicos e de Combate à Dopagem da CBF (CMCD) repassarão as informações complementares e necessárias ao andamento do processo”, conclui o texto.

Do blog – A possibilidade da mudança do jogo da volta, ABC x Flamengo para o Mané Garrincha cai por terra neste momento. A CBF não libera público agora, analisa para as quartas de final. Por enquanto não muda nada e o jogo será mesmo em Natal, no Frasqueirão ou na Arena das Dunas


Ler Anterior

Bolsonaro diz que haverá “mudança ministerial” na semana que vem

Ler Próximo

Uma pessoa morre e seis ficam feridas após teto de galpão desabar na Grande Natal; Vídeo