BUSCAR
BUSCAR
“Cinco anos de retrocesso”, diz senador do RN sobre aniversário do impeachment de Dilma Rousseff
Senador Jean Paul Prates (PT) e ex-presidente Dilma Rousseff (PT) – Foto: Reprodução

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) afirmou nesta terça-feira (31), em publicação nas redes sociais, que o Brasil ainda sofre as “consequências” da cassação do mandato da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Nesta terça, faz 5 anos que o Senado Federal depôs a então presidente da República, por 61 votos a 20. À época, Jean era suplente da então senadora Fátima Bezerra, que votou contra a cassação.

Pelo Twitter, Jean classificou o impeachment de Dilma como um “golpe” e disse que a deposição da ex-presidente está no rol dos “momentos tortuosos” vividos pela democracia brasileira.

“São muitos os momentos tortuosos que nossa democracia viveu. Um dos recentes marcou o fim de uma época em que o brasileiro podia sorrir com a propriedade que uma vida de plenos direitos o assegurava. Cinco anos após o golpe contra @dilmabr, nosso país sofre com as consequências”, escreveu o senador.

Para Jean Paul, nos últimos cinco anos, “retrocessos atropelaram nossos direitos”. “Estão sendo anos em que o Brasil sente o amargo gosto da fome e a terrível dor do desemprego e da carestia. Usurparam a primeira presidenta do país com a intenção de ceifar os sonhos do povo. Mas nós resistimos”, finalizou.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]