[VÍDEO] Presidente do Sousa pede investigação da Polícia Federal

Declaração foi dada após árbitro marcar pênalti duvidoso contra equipe Paraibana

O presidente do Sousa/PB, Aldeone Abrantes, fez graves acusações ao árbitro Raimundo José Chagas Neto, da Federação Maranhense de Futebol, após o mesmo marcar o pênalti extremamente duvidoso na partida entre Santa Cruz de Natal e Sousa, neste sábado, 18, no estádio Barrettão, em Ceará-Mirim, durante partida válida pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série D.

A penalidade foi marcada aos 48 minutos do primeiro tempo, após cobrança de lateral. O atacante Matheus Bambu tentou cabecear a bola e o árbitro viu um empurrão do zagueiro Marcelo, nas costas do atacante. Houve muita discussão e na sequência o atacante Paulinho converteu a penalidade.

Ao término do jogo Aldeone ficou revoltado e rasgou o verbo, dizendo que atitudes como esta só podem ser esquema de apostas. O presidente do Sousa apelou que a Polícia Federal faça uma investigação, pois segundo o dirigente, sua equipe nunca se envolveu com esse tipo de coisa e vem sendo prejudicada em várias partidas.

No segundo tempo Tiringa marcou o segundo gol do Santa Cruz, dando números finais à partida, representando a segunda vitória seguida do tricolor, o que coloca a equipe no G4 da competição.