CBF: Conselho de Ética decide afastar Rogério Caboclo da presidência após denúncia de assédio sexual

(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A Comissão de Ética do Futebol determinou na tarde deste domingo (6) o afastamento temporário de Rogério Caboclo, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Os membros do conselho enviaram a ordem à diretoria da CBF para que o presidente fique de fora do cargo por pelo menos 30 dias, com a possibilidade de prorrogação, para que possa responder pelas acusações de assédio moral e sexual denunciadas por uma funcionária da entidade.

Com o afastamento de Caboclo, que assume a presidência da confederação é o vice-presidente mais velho da entidade, Antônio Carlos Nunes, o Coronel Nunes.

A defesa de Rogério Caboclo responde que “ele nunca cometeu nenhum tipo de assédio e vai provar isso na investigação da Comissão de Ética”.

O afastamento de Rogério Caboclo já era esperado pela diretoria da CBF, que já havia recebido apoio de cinco dos oito vices da entidade. Caboclo tentou resistir enquanto pôde e se viu contrariado, mas, segundo a imprensa esportiva, deve continuar lutando para permanecer no cargo.


Ler Anterior

Série D: ABC estreia com vitória

Ler Próximo

Após denúncia, Conselho de Ética afasta Rogério Caboclo da presidência da CBF