CoronaVac será submetida à OMS e pode ter uso global liberado

Brasilia DF 28 10 2020 Anvisa liberou hoje importação de matéria-prima da Coronavac, vacina chinesa que será produzida pelo Butantan foto GOVESP

Os chineses da Sinovac devem submeter o dossiê completo para a aprovação da CoronaVac, sua vacina contra a covid-19, à OMS (Organização Mundial da Saúde) na próxima semana. A iniciativa deve colocar pressão sobre a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que também já recebeu o dossiê sobre o imunizante.

Até agora, a OMS aprovou apenas o uso emergencial da vacina da Pfizer/BioNTech. Mas a expectativa é de que, ao longo dos próximos meses, um total de treze imunizantes sejam considerados aptos pela agência.

Na prática, uma autorização da OMS para o uso da CoronaVac significa que alianças de vacinas como a Covax ou qualquer outro mecanismo de apoio aos países mais pobres poderiam comprar e distribuir o imunizante chinês. A chancela, portanto, é considerada como um reconhecimento internacional importante para o abastecimento mundial de vacinas.

Fonte: Portal Grande Ponto


Ler Anterior

Prefeitura de Areia Branca cancela carnaval e mantém proibição de shows e eventos

Ler Próximo

Litoral do RN tem 4 trechos impróprios para banho