Coronavírus: Cosern faz inspeções em 80 unidades de saúde e 25 unidades prisionais do RN

São feitas inspeções em subestações, redes, transformadores e cabos que atendem às unidades.

Compartilhe esse post

O mundo está se unindo para combater o COVID-19. Profissionais de saúde têm se desdobrado no cuidado aos pacientes e nos estudos sobre a nova doença. Mas, além deles, há outras categorias que vêm trabalhando na linha de frente para garantir que não falte a energia necessária ao funcionamento dos hospitais: os engenheiros eletricistas, eletricistas e técnicos da Cosern.

Até agora, as equipes técnicas da distribuidora potiguar já fizeram inspeções em 80 unidades de saúde, 25 unidades prisionais e 35 pontos de abastecimento de água sinalizados pela Caern. A Cosern também está em contato permanente com prefeituras e Governo do Estado, contribuindo com as instalações dos hospitais de campanha e ampliação de leitos.

Em todo Brasil, colaboradores da Neoenergia, grupo controlador da Cosern, estão realizando vistorias técnicas em mais de 1,2 mil unidades de saúde, num esforço para garantir a energia que mantém acesas desde as luzes dos hospitais até equipamentos como os aparelhos respiradores ligados.

O principal trabalho dos colaboradores das distribuidoras Cosern (Rio Grande do Norte), Coelba (Bahia), Celpe (Pernambuco), e Elektro (interior de SP e sul de Mato Grosso do Sul) durante as inspeções é identificar e corrigir rapidamente eventuais defeitos na rede elétrica que atende a esses hospitais e, ainda, em situação excepcional, verificar eventuais necessidades de melhorias nas instalações internas dessas unidades consumidoras

Leia também:

São feitas inspeções em subestações, redes, transformadores e cabos que atendem às unidades. De acordo com a necessidade pode haver, por exemplo, a poda de árvores no entorno do prédio, a elaboração de projetos para avaliar a capacidade instalada e a análise dos geradores.

Além dessas visitas técnicas, a Cosern reforçou o canal de comunicação direto que já mantém com unidades de saúde, prisionais e com a Caern e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). No caso dos hospitais, a concessionária tem dado suporte técnico nas inspeções de geradores e reforça o pedio para que cada unidade faça a manutenção desses aparelhos para que eles estejam em bom funcionamento quando necessário.

Para o colaboradores envolvidos diretamente na operação, a Neoenergia também adotou medidas preventivas para evitar o contágio do COVID-19. Foi instituída uma rotina de higienização das mãos, do ambiente físico e de limpeza de equipamentos. Além disso, houve mudanças em escalas de trabalho, evitando aglomerações.

Para os funcionários de outras áreas, as distribuidoras adotaram uma série de medidas de isolamento, tais como o sistema de trabalho home office, de forma a manter todas as atividades e o compromisso com qualidade dos seus serviços.

No total, a Neoenergia tem 12 mil colaboradores, espalhados por 14 estados do país.

Fonte: Portal Grande Ponto


Compartilhe esse post

Ler Anterior

Coronavírus: Após óbito de prefeito, Piauí registra primeira morte por doença

Ler Próximo

Após Justiça Federal suspender, Secom diz que campanha ‘O Brasil não pode parar’ não existe

Envie uma mensagem para o setor responsável.
WeCreativez WhatsApp Support
98 FM
Pedir Música
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Flávio Amorim
Comercial
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Sheyla
Vendas
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Vanessa
Vendas
Acessível