Coronavírus: Homem corta mão de policial com espada na Índia ao tentar furar bloqueio

Um ataque contra o isolamento em uma cidade da Índia deixou seis policiais feridos, sendo que um deles teve uma das mãos cortadas por uma espada

. O incidente aconteceu no sábado na cidade de Punjab. Segundo a CNN, um veículo com sete homens chegou ao mercado no distrito de Patiala e foi parado pela polícia no bloqueio feito no local para manter o isolamento social para tentar evitar novas transmissões do coronavírus. Quando os policiais solicitaram os documentos dos sete, um deles pegou uma espada e cortou a mão de um policial.

No Twitter, o ministro-chefe de Punjab, Amarinder Singh, identificou o policial como Harjeet Sing e divulgou uma conversa com ele destacando sua “bravura”. Foram sete horas e meia de cirurgia, mas tudo correu bem. “Agradeço a toda a equipe médica e apoio. Desejo uma boa recuperação a Harjeet Sing”, disse o ministro.

“Mais uma vez, digo ao povo de Punjab, medidas extremas serão tomadas contra aqueles que não seguirem as recomendações”, completou ele em uma mensagem de voz postada na rede social. No final de semana, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, decidiu estender a determinação de paralisação total para conter a propagação do coronavírus, mas o governo federal ainda não confirmou a decisão. O bloqueio atual imposto pelo governo termina amanhã.

Em uma declaração posterior, o governo federal disse que Modi enfatizou na reunião que as próximas semanas serão críticas para determinar o impacto das medidas tomadas até agora para conter o vírus. O governo não disse quando tomaria uma decisão final sobre a possível extensão do lockdown. O número de infecções por coronavírus na Índia subiu para 7.529 neste sábado, com a capital Nova Déli e o centro financeiro de Mumbai emergindo rapidamente como pontos críticos. Foram registradas 242 mortes.


Ler Anterior

MEC flexibiliza antecipação de formatura em áreas da saúde e exclui atuação ‘exclusivamente’ no combate à pandemia

Ler Próximo

Mercado financeiro prevê queda de 1,96% na economia este ano