Covid-19: Brasil tem 13,3 milhões de casos e 348,7 mil mortes

Ainda há 3.573 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente

Já o total de pessoas infectadas desde o começo da pandemia alcançou 13.373.174. Foto: Agência Brasil

Os óbitos em decorrência de Covid-19 subiram para 348.718 nesta sexta-feira (9). Segundo informa o Ministério da Saúde, em 24 horas foram registradas 3.693 novas mortes. Ontem, a contabilização marcava 345.025 vidas perdidas para a pandemia do novo coronavírus.

Ainda há 3.573 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente.

Já o total de pessoas infectadas desde o começo da pandemia alcançou 13.373.174. Entre ontem e hoje, foram confirmados 83.317 novos diagnósticos positivos.

O número de pessoas recuperadas subiu para 11.791.885 – 88,2% do total de infectados. Já a quantidade de pacientes com casos ativos, em acompanhamento por equipes de saúde, ficou em 1.232.571.

Os dados em geral são menores aos domingos e segundas-feiras pela menor quantidade de trabalhadores para fazer os novos registros de casos e mortes. Já às terças-feiras eles tende a ser maiores já que neste dia o balanço recebe o acúmulo das informações não processadas no fim de semana.

Estados

ranking de estados com mais mortes pela Covid-19 é liderado por São Paulo (81.750), Rio de Janeiro (39.038), Minas Gerais (27.250), Rio Grande do Sul (21.779) e Paraná (18.803). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.334), Amapá (1.381), Roraima (1.387), Tocantins (2.204) e Sergipe (3.719).

Vacinação

Até o início da noite de hoje, haviam sido distribuídos 47,2 milhões de doses de vacinas. Deste total, foram aplicados 25,3 milhões de doses, sendo 19,6 milhões da 1ª dose e 5,7 milhões da 2ª dose.


Ler Anterior

Itamaraty emite nota de pesar por morte de príncipe Philip

Ler Próximo

Cláudio Pinduca já se apresentou no Globo