De 23 amostras que confirmam nova variante do coronavírus, 15 são de Natal

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebeu a confirmação que novas linhagens do SARS-CoV-2 estão circulando no Rio Grande do Norte. As duas linhagens do SARS-CoV-2 são associadas a possível maior dispersão e transmissibilidade do vírus, o que faz o estado entrar em alerta.

No início da noite deste sábado (20) foi confirmado que as linhagens P1 e P2 foram identificadas em amostras coletadas entre os meses de dezembro de 2020 e janeiro e fevereiro de 2021, 23 amostras pertencem à linhagem P1. Destas, 15 são da cidade do Natal, duas de João Pessoa-PB, uma de Ingá-PB uma de Conde-PB. Outras quatro são de pacientes da cidade de Manaus (AM), que foram internados no Hospital Universitário Lauro Wanderley em João Pessoa.

Além disso, 46 amostras confirmam a linhagem P2, inicialmente com comprovação de circulação no Rio de Janeiro, já circula no RN.

De acordo com Cipriano Maia, secretário de Estado da Saúde Pública, é importante destacar a importância dos cuidados. “O Governo do Estado e a Sesap reforçam a importância de intensificar todas as medidas de controle da transmissão do vírus, evitando aglomerações, intensificando as medidas de vigilância, isolamento de todos os sintomáticos, o reforço do isolamento social, o uso correto da máscara em todos os espaços públicos e privados para que a gente consiga conter essa segunda onda e reduzir o número de casos e consequentemente de internação, nesse momento em que a lotação dos hospitais públicos e privados encontram-se nos seus limites máximos”, disse Cipriano Maia.

O secretário afirma ainda que o sistema de saúde está em intenso estresse, os trabalhadores com sinais de esgotamento nesse contexto com o aumento de casos. “E essa notícia só reforça e confirma o acerto das medidas tomadas pela governadora e exige, cada vez mais, que todos os municípios intensifiquem as ações propostas no decreto e com isso a gente possa frear a transmissibilidade. Intensificar as ações de controle na atenção básica, na vigilância de cada município, para assim a gente conseguir ter êxito e reverter essa situação que assola o Brasil e o Estado do Rio Grande do Norte. O apelo é para que possamos reforçar todas as medidas, na parceria do governo com a sociedade para que possamos intensificar as medidas de controle”, disse ele.

Com informações do Portal Grande Ponto


Ler Anterior

Conselho de Ética da Câmara vai analisar caso da deputada Flordelis nesta terça-feira

Ler Próximo

Jogadores do Potiguar são flagrados aglomerados em bar