Empate com sabor de vitória

América empata com o Galvez. Decisão aberta na Arena dss Dunas. Foto: Alexandre Martins

A insistência de jogar com  três zagueiros sem ter alas poderia ter custado caro ao América. O time de Paulinho Kobaysahi com a formação que começou virou presa para o Galvez, um time bem organizado mas com limitações.

Adriano que é um jogador abriu o placar aproveitando o espaço da zaga, e logo em seguida foi a vez de Victor Paiva cometer uma falha “dolosa”. Ele saiu jogando da maneira que saiu porque quis, foi driblado por Adriano, fez a falta e foi expulso. Lucas Freitas, entrou no sufoco e no primeiro lance em uma entregada de Neílson fez uma grande defesa.

Na segunda parte, mesmo com um a menos o América jogou mais, marcou com Felipe Guedes aproveitando falha do goleiro Miller e saiu da Arena da Floresta com o famoso “empate com gosto dr vitória” e realmente foi.

A bola entrou?

Revi o lance e pelo ângulo, ela não entrou no que seria o segundo gol do Galvez. Bateu no trave alta e caiu fora da linha.

A volta

Com Victor Paiva expulso e com Everton ainda em recuperação da Covid-19, o garoto Lucas Freitas que fez um bom jogo é a opção. Volta Ewerton Silva e a ala direita está arrumada. Na esquerda? Carlos Renato é o preferido de Kobayashi.

Margem reduzida

Na volta na Arena das Dunas não tem mais espaço para erros e menos ainda para inventar. Tem que ser o simpes. Passando pelo Galvez a Série C fica ainda mais perto.

Avaliação de Kobayashi

Entrevista exclusiva ao repórter Jakson Capixaba, Kobayashi avaliou o jogo


Ler Anterior

Nova variante da Covid-19 foi detectada na Dinamarca, Holanda e Austrália

Ler Próximo

Globo vence o Fast e leva vantagem para a volta em Manaus