Equipe de transmissão é afastada após comentários racistas no Brasileiro Feminino

Comentarista define cabelos das jogadoras do Bahia como “exóticos”

A transmissão da partida entre Napoli-SC e Bahia, pelo Brasileiro Feminino, foi marcada por um comentário racista da equipe de transmissão do MyCujoo e da CBF TV. O comentarista definiu os cabelos das jogadoras do Bahia como “exóticos”, insinuando que elas teriam vantagem na bola aérea por causa disso. O serviço de streaming e a CBF anunciaram que os profissionais foram afastados.

“Acaba tendo que rifar a bola, facilitando especialmente o sistema defensivo da equipe do Bahia, que está aí com a sua vantagem de estatura, com esses cabelos exóticos, pelo menos uma meia dúzia. A Aline que tem o cabelo mais exótico me parece dessa equipe do Bahia”, opinou o comentarista.

Pouco depois, após um espectador reclamar do que foi dito, o narrador defendeu o colega e classificou a situação como “mimimi”. “Verdade. Eu estava até brincando com esses cabelos, parecia a Margareth Menezes. (…) Grande abraço aqui para o Paulo. Oh, Paulo, que isso. A gente falou inclusive, estamos aqui com o pessoal do Bahia, das aparências. Se o Paulo achar que é um comentário xenofóbico comparar as artistas, que são maravilhosas, que a gente falou da Margareth Menezes, poderíamos citar alguém… a Daniela Mercury, outros tantos. Paulão, você está fora da realidade. Elogiar os artistas da Bahia para você. Realmente é muito mimimi, meu amigo. A gente está elogiando. Talvez você não conheça Margareth Menezes, o talento dela e tudo que ela faz na classe artística. Pelo amor de Deus”, disse o narrador.

Nas redes sociais, a CBF e o MyCujoo pediram desculpas pelo ocorrido e anunciaram que a equipe de transmissão foi afastada. “Durante a partida Napoli x Bahia, pelo Brasileiro Feminino A-1, a equipe de transmissão do MyCujoo fez comentários preconceituosos direcionados a atletas do Bahia. A CBF lamenta profundamente o ocorrido e informa que solicitou ao MyCujoo que os profissionais fossem afastados imediatamente das transmissões, o que foi prontamente atendido pela plataforma. Não podemos admitir que o futebol seja palco para esse tipo de comportamento”, afirmou a CBF, através do perfil oficial do Brasileirão Feminino no Twitter.

“Entendemos que quaisquer comentários sobre características físicas das jogadoras são, de fato, inaceitáveis. Todas as nossas equipes de transmissão recebem orientações prévias para que este tipo de situação não aconteça. Por isso, pedimos desculpas às jogadoras envolvidas e decidimos substituir os profissionais em questão para as partidas futuras”, informou a plataforma de streaming.

Em campo, Napoli-SC e Bahia empataram em 2 a 2, em Caçador (SC), pela terceira rodada da competição.

Estadão


Ler Anterior

Higor Cesar deixa o Palmeira e acerta com o Parnahyba

Ler Próximo

Bolsonaro é criticado após sorrir segurando placa com a expressão “CPF cancelado”