EXCLUSIVO: Secretário da SEMURB anuncia nova data de votação para delegados do segmento Movimentos Populares

Em entrevista exclusiva à 98FM, no programa 12 em Ponto 98 desta quarta-feira (27), o secretário da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB), Thiago Mesquita, lamentou o ocorrido na última segunda-feira (25) na reunião ocorrida na quadra de Esportes Mário Dourado, localizada na Praça Augusto Leite, no Bairro Tirol que foi promovida para votar quais os delegados participarão da revisão do Plano Diretor de Natal. A reunião foi marcada por confusão entre os Manifestantes do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas do Rio Grande do Norte (MLB) e agentes da Guarda Municipal.

“Foi um evento lamentável. O Comcidade através da resolução nº05 estabeleceu as eleições dos delegados por cada segmento nesse período de 25 a 29 de janeiro. Exatamente 5 dias para que cada dia, segunda a sexta, pudesse ser a eleição de um segmento apenas para evitar aglomeração para garantir as condições sanitárias necessárias”, disse o secretário Thiago Mesquita.

Na segunda-feira (25), as eleições seriam para as vagas dos delegados referentes aos Movimentos Populares. Segundo o secretário da SEMURB, a votação começou no horário, às 08h e estava ocorrendo tudo bem até que, por volta das 08h30, parou próximo à quadra um ônibus com cerca de 50 pessoas, inclusive com crianças no braço, “todas uniformizadas, todas com a mesma camisa. Já desceram (do ônibus) cantando, com palavras de ordem, entraram até a quadra e imediatamente bloquearam o acesso ao ginásio do local de votação. Naquele momento, avisaram à Comissão Eleitoral do Comcidade com apoio da SEMURB, inclusive coincidentemente, formado apenas por mulheres (8 mulheres), de que a partir daquele momento, ninguém mais entrava e nem sairia da quadra”, disse.

O secretário ainda relatou que houveram violência por parte dos manifestantes que rasgaram as fichas de inscrição da Comissão e ainda quebraram cadeiras e mesas, “se dirigiram com muito agressividade a elas. Inclusive, uma dessas mulheres está grávida de 7 meses. E ficou tudo muito tenso a partir do momento que a guarda municipal tentou negociar. Eu estava presente, inclusive tentei negociar com eles. Mas não houve acordo. A Guarda Municipal teve que usar a força e usaram com sabedoria, de forma comedida. Tinham, inclusive, armas não letais e não utilizaram essas armas”, enfatizou.

Após a ação da Guarda Municipal, os manifestantes que impediam a entrada no local de votação foram retirados, além dos equipamentos e as servidoras públicas da Comissão também, segundo a SEMURB.

O secretário Thiago Mesquita também falou sobre o que ocorreu entre a SEMURB e a vereadora Brisa Bracchi (PT) que criticou a intimidação da secretaria:

“Para minha surpresa negativa, a vereadora Brisa do PT estava lá presente no momento, apoiando o movimento e que eles estavam reivindicando a participação do seu representante junto ao Comcidade porque atualmente quem o representa não faz mais parte do movimento. Eu expliquei que isso não tinha nada a ver com aquele momento. Sugeri, inclusive que ela, a vereadora e os líderes do movimento fossem comigo até a SEMURB para conversar, desocupar a quadra, liberar as crianças que estavam ali num ambiente tão hostil.. mas mesmo assim não houve esse tipo de entendimento”, esclareceu o secretário.

A votação dos movimentos populares foi suspensa naquele momento e hoje (27) saiu no Diário Oficial do Estado uma nova data definida pelo Núcleo Gestor que será no dia 10 de fevereiro, das 08h às 16h no mesmo local, na quadra de Esportes Mário Dourado, localizada na Praça Augusto Leite, no Bairro Tirol.

De acordo com a SEMURB, ontem (26) o segmento ONG teve sua votação e transcorreu tudo como o esperado e hoje (27) está ocorrendo a votação para o segmento de acadêmicos e os profissionais.


Ler Anterior

Palmeira do Agreste confirma Ricardo Quandt para o Estadual

Ler Próximo

Governo do estado pagou servidores com verbas destinadas aos municípios, diz deputado