BUSCAR
BUSCAR
Falta profissionais da saúde porque Estado é mau pagador, diz médico que denunciou a falta de UTIs neonatal

Médico Madson Vidal. Foto: 98 FM

O médico Madson Vidal fez críticas ao Governo do Rio Grande do Norte, em entrevista ao 12 Em Ponto 98 desta sexta-feira (26). O médico destacou que muitos bebês morreram por falta de UTIs neonatal no Estado, ele afirmou que o Hospital Maria Alice estava com uma ala fechada devido a falta de trabalhadores, e que isso se deve a falta de compromisso do Governo em arcar com os honorários do profissionais. Vidal é diretor e fundador da associação AMICO (Amigo do coração da criança), anestesiologista do Grupo Incor e responsável pela UTI Pediátrica e Pós Operatório do Hospital Rio Grande.

Segundo o médico, o Hospital Maria Alice estava com um sala de UTI fechada há 6 meses por falta contratação de profissionais. Vidal fez uma publicação nas redes sociais sobre o assunto e o Governo do Estado se manifestou dizendo que contratou uma cooperativa de médicos para o funcionamento do espaço. De acordo com Vidal, o RN tem o deficit de 70 leitos de UTI neonatal.

“Eles dizem que não tem ninguém para assumir, mas tem. Agora eles não fazem o concurso, quando contrata a cooperativa a média de atraso para pagar são 6 meses. Os médicos não querem porque não tem a garantia que o Estado vai pagar. O Estado é mau pagador, todo mundo sabe disso”, relatou.

O médico disse ainda que o RN sofre com a falta de UTI há anos e que pouco foi feito. Nesta quinta-feira (25), a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) disse que finalizou o processo de licitação para contratação emergencial de médicos pediatras e neonatologistas. A Secretaria informou que foram contratados 1590 plantões para proporcionar a abertura dos 20 leitos de UTI Neonatal do Hospital Maria Alice Fernandes e de mais 20 leitos no interior do estado.

 

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]