Fátima dá a entender que não viu peça antes e manda trocar petição que atribui a Bolsonaro “desvio mental e de caráter”

Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, e presidente Jair Bolsonaro – Foto: Reprodução

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), informou na tarde desta quarta-feira (9) que determinou à Procuradoria-Geral do Estado que substitua “imediatamente” uma petição protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF) que atribui ao presidente Jair Bolsonaro um “desvio mental e de caráter”.

Apesar de a peça ter sido protocolada pela PGE em nome de Fátima, a governadora deu a entender que não deu aval para a utilização dos termos contra o presidente.

“Determinei à PGE/RN, autora da peça, que ingresse imediatamente no STF com o pedido de substituição da petição impetrada ontem no STF (ADI 6.855), para que sejam retirados os temos (sic) que considero inadequados no tratamento com quaisquer autoridades públicas”, escreveu a governadora, pelas redes sociais.

Na petição, protocolada na terça-feira (8) no STF, a PGE, em nome da governadora, criticou a ação judicial de Bolsonaro contra medidas restritivas adotadas para frear a pandemia do novo coronavírus.

Em manifestação enviada ao Supremo, a PGE diz que posições apresentadas pelo presidente são “fruto do desvio mental e de caráter” de Bolsonaro.

A manifestação fazia referência ao trecho da petição apresentada pelo presidente em que ele diz que os decretos estaduais de restrição “determinam a paralisação de tudo que é considerado não essencial, como se a sobrevivência exclusivamente biológica fosse a única demanda passível de ser protegida pelo direito”.


Ler Anterior

Após registrar aglomerações no feriado, Campos do Jordão adota medidas da fase vermelha

Ler Próximo

Presidente do TCU afasta por 60 dias autor de nota que questiona mortes por Covid