Fátima “gosta de se apropriar de tudo o que o Governo Federal faz para o RN”, critica Fábio Faria

Ministro Fábio Faria (Comunicações) e governadora Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte) – Foto: Reprodução / Elisa Elsie/Governo do RN

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, usou as redes sociais nesta sexta-feira (28) para criticar a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), por ter atribuído para si a articulação em torno da inclusão de trabalhadores da educação no grupo prioritário da campanha de vacinação contra a Covid-19.

Sem citar diretamente Fátima, que é a única governadora mulher do País, o ministro das Comunicações atribuiu ao presidente Jair Bolsonaro, e não à gestora potiguar, a ação para acelerar a chegada da vacina para os educadores. Ele alfinetou a governadora dizendo que ela tenta se “apropriar” de ações do Governo Federal.

“Parabéns ao @mqueiroga2 que prontamente atendeu o pedido do PR @jairbolsonaro de priorizar os professores!! Esclarecendo que foi um pleito do Pr Bolsonaro, pq tem uma governadora que gosta de se apropriar de tudo que o governo federal faz para o RN (sic)”, escreveu o ministro, citando também o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Nas últimas semanas, Fátima Bezerra foi às redes sociais e encaminhou ofícios ao Ministério da Saúde pedindo mudanças no Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. Nos governadores, a governadora pedia a antecipação na vacinação dos trabalhadores da educação, para acelerar a volta às aulas presenciais.

O pedido foi atendido nesta quinta-feira (27). Segundo o Ministério da Saúde, a partir da próxima remessa de vacinas, um quantitativo poderá ser usado para imunizar professores contra a Covid-19. A governadora do RN pediu que 10% das vacinas possam ser usadas para essa finalidade, mas não está definido qual será a quantidade autorizada.

Pelas redes sociais, a governadora comemorou a decisão e disse que a vacinação era fruto de uma articulação dela. “Olá, pessoal! Olha, chega eu tô emocionada aqui! Acaba de ser aprovado na CIT – Comissão Tripartite – o início da vacinação dos trabalhadores da Educação do ensino básico e superior, das redes pública e privada. Valeu o sonho! Valeu a luta!”, escreveu Fátima Bezerra pelo Twitter.


Ler Anterior

Covid-19: número de casos segue crescendo; mortes ficam estáveis

Ler Próximo

Covid-19: 73,9% dos municípios adotaram medidas de restrição