‘Fátima não moveu um dedo para defender PMs após charges preconceituosas’, diz Girão

O parlamentar cobra uma posição da gestora em relação ao assunto, de forma favorável aos servidores da segurança pública.

O episódio das charges utilizadas pelo colégio Marista em provas, onde os policiais militares eram alvos de críticas e apontados como racistas, ainda rende. O deputado federal general Girão Monteiro usou suas redes sociais para criticar a governadora Fátima Bezerra (PT). O parlamentar cobra uma posição da gestora em relação ao assunto, de forma favorável aos servidores da segurança pública.

“Eu gostaria de saber o porquê a governadora do RN até agora não deu uma palavra sobre os ataques feitos pelo Colégio Marista de Natal à Polícia Militar nas questões de uma prova aplicada aos alunos do 8º ano da escola. As charges depreciaram o trabalho da Polícia Militar e retrataram os membros da corporação de maneira absurdamente preconceituosa! Eu fico espantado de ver que governadora não moveu um dedo para defender a corporação do estado, que trabalha duro para proteger os cidadãos potiguares”, disse Girão.

Grande Ponto


Ler Anterior

Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para 7,6 milhões de pessoas

Ler Próximo

Lotofácil sorteia neste sábado prêmio especial de R$ 120 milhões