BUSCAR
BUSCAR
Fátima pede ao Ministério da Saúde mais doses para suprir falta da Coronavac
Natal já interrompeu a vacinação em 3 ocasiões. Foto: Divulgação Governo de São Paulo

Por redação

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, solicitou ao ministro da Saúde Marcelo Queiroga o envio de mais doses da vacina contra Covid-19 da Coronavac para tentar resolver a falta do imunizante no Estado. Natal já interrompeu a vacinação em 3 ocasiões, incluindo esta segunda-feira (26), alegando a falta das vacinas para a segunda dose da Coronavac, já Mossoró paralisou a imunização no domingo (25) pelo mesmo motivo. Segundo a Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap), o Ministério da Saúde prometeu responder a solicitação do Governo até amanhã.

De acordo com a Sesap, a falta da segunda dose da CoronaVac em Natal e Mossoró aconteceu por falta de estratégia, pois, segundo a Secretaria, as cidades não seguiram as notas técnicas nem o Plano Nacional de Imunização (PNI). A pasta completou dizendo que ambas as cidades ampliaram público usando os imunizantes destinados para segunda dose como primeira.

A Secretaria de Saúde de Natal (SMS) informou hoje que em virtude do quantitativo de doses recebidas só irá vacinar as pessoas que tomaram a primeira dose de Coronavac até o dia 27 de março. De acordo com a SMS, durante o fim de semana a capital potiguar aplicou 4.514 doses da Coronavac, das 5 mil doses recebidas no último sábado (24). Houve ainda uma perda de 136 doses pelo fato de alguns frascos virem com menos doses do que o indicado no rótulo, 9 doses enquanto deveriam conter 10.

Nesta segunda-feira (26), ministro da Saúde informou que a previsão é de que novas doses da vacina CoronaVac só sejam distribuídas pelo Instituto Butantan daqui a 10 dias. Sem dar detalhes, ele informou que a pasta deve emitir nos próximos dias uma nota técnica sobre a aplicação da segunda dose de vacinas contra a Covid-19.

Queiroga lembrou que essa é uma preocupação da pasta há mais de um mês quando o ministério autorizou a utilização imediata de todas as vacinas contra a Covid-19, sem a necessidade de manutenção de estoques para aplicação da segunda dose. Agora, “em face do retardo dos insumos vindos da China para o Butantan, há uma dificuldade com essa segunda dose”.

VACINAÇÃO

Para dar continuidade e agilizar o processo de vacinação, das 19.461 doses destinadas a Reserva Técnica, o Governo disponibilizou, no último sábado (24), 10.000 doses para distribuição entre as cidades do RN. Do total distribuído, foram entregues 2.890 doses para Natal e 840 para Mossoró. Atualmente, o RN conta com 9.461 (1%) de doses de Reserva Técnica.

Sobre este envio, a subsecretária de Gestão e Planejamento da secretaria estadual da Saúde Pública (Sesap), Lyane Ramalho, explicou que “a liberação só foi possível após reuniões com o Ministério Público e com a Câmara Técnica da Sesap”. E fez um alerta: “os municípios devem fazer a comunicação clara destas doses e as usar de acordo com as Normas Técnicas. Usar a D2 ou D1 de forma errada, ocasiona a falta da vacina.”

*Com Agência Brasil

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]