Fernando Henrique, do ABC para “jóia” do Grêmio

Volante revelado pelo ABC está no Grêmio e tem multa rescisória milionária. Alvinegro tem 20% dos direitos do atleta

Volante Fernando Henrique, do ABC para o Grêmio. Foto: Marcelo Campos

Aos 19 anos, o volante Fernando Henrique inicia 2021 como um dos grandes destaques do grupo de transição do Grêmio. Com bom poder de marcação e passe qualificado, ele se destacou no Brasileirão de Aspirantes, e já possui no currículo convocações para a seleção brasileira sub-20. De contrato renovado até 204, a multa está estipulada em 40 milhões de euros (R$ 250 milhões).

Fernando Henrique está desde 2017 em Porto Alegre, quando veio do ABC, de Natal. Aliás, a chegada ao Grêmio foi marcada por uma história curiosa, já que a negociação que estava em andamento era com outro jogador. Confira o bate-papo com o volante revelação tricolor:

Depois de um ano de 2020 com atuações elogiadas no grupo de transição, o que você projeta para 2021?
O objetivo é seguir focado e trabalhando. Busco dia a dia melhorar ainda mais para que eu possa evoluir e chegar preparado ao grupo principal quando surgir uma oportunidade. Após isso posso pensar em conquistar meu espaço com boas atuações e marcar meu nome na história gremista conquistando títulos.

O Grêmio vem revelando volantes com qualidade na saída de bola, como Arthur, Matheus Henrique e Darlan. Você se considera um volante com este perfil?
Acredito que sim. Venho mostrando isso nas equipes de base, recentemente na transição, e quero poder confirmar na equipe principal quando surgir uma oportunidade.

Qual é o volante em que você procura se espelhar?
Gosto muito do Casemiro (Real Madrid). Ele é o volante que mais me inspira. Mas, sem dúvidas, tem outros grandes jogadores na posição que eu sempre procuro aprender observando o trabalho deles.

Como foram as sondagens do exterior? Existiu alguma possibilidade de saída ou a prioridade sempre foi ficar no Grêmio?
Meu empresário, Marcelo Pacheco, foi procurado e tratou dessas questões diretamente, me deixando com os pensamentos e o foco total no Grêmio. Com certeza, a minha vontade sempre foi e continua sendo chegar ao profissional do Grêmio.

Assim como Rodrigues, você veio do ABC. Quem foi o responsável por descobrir o seu futebol e indicar a contratação para o Grêmio?
Este é um ponto que tem uma história engraçada. O meu empresário estava negociando uma outra situação com o Grêmio, um outro atleta. Então o Grêmio enviou um observador, o Adriano Martins, para fazer um relatório desse outro jogador. Durante esse período ele acabou gostando de mim durante uma Supercopa Natal e fez meu relatório. No fim das contas eu acabei vindo primeiro para Porto Alegre (risos).

Em agosto de 2018, o Grêmio exerceu a cláusula prevista em contrato e adquiriu, por R$ 400 mil, 60% dos direitos econômicos da revelação. O restante ( 40% ) permaneceu com o ABC.  Desde a renovação, assinada em novembro do ano passado, o garoto tem multa rescisória em 40 milhões de euros (cerca de R$ 255 milhões). Com a negociação, o ABC acabou cedendo 20% ao próprio jogador, e ficou com os outros 20%.

Eduardo Gabardo/ Zero Hora

 


Ler Anterior

Fechamento das agências do Banco do Brasil gera mais uma crise no governo Bolsonaro

Ler Próximo

Hospital Onofre Lopes receberá pacientes com Covid do Amazonas