FJA divulga lista completa dos beneficiados ao Auxilio Emergencial no RN

Confira as listas completas

A Fundação José Augusto divulgou neste sábado (19) as listas finais para pagamento do solicitantes ao Auxilio Emergencial no RN da Lei Aldir Blanc no Rio Grande do Norte.

O Comitê Gestor da Lei Aldir Blanc no RN, em parceria com o  Ministério Público Federal (MPF), através do sistema Business Intelligence (BI) e de órgãos estaduais como Secretaria de Tributação, CAERN e DETRAN, além da Cosern, analisaram o perfil socioeconômico dos solicitantes ao recebimento do Auxilio Emergencial que tiveram suas atividades paralisadas durante a pandemia do coronavírus no RN.

Após um cuidadoso processamento de dados realizado nos cadastros enviados pelos solicitantes ao benefício, cerca de dois mil solicitantes não atenderam as exigências para o recebimento do benefício.

As restrições ao Auxilio Emergencial realizados pelo Comitê Gestor da Lei, MPF e Receita Federal (Dataprev) levou em conta a declaração de imposto de renda em 2018, o recebimento de outros benefícios (Auxilio Emergencial) e contratos de trabalho, entre outros.

A FJA informa que o tempo prolongado para a divulgação da lista final deveu-se a uma análise aprofundada dos dados de todos os requerentes, a fim de que não ocorressem pagamentos indevidos e a exclusão de solicitantes que tivessem o devido direito ao benefício que está sendo pago de uma única vez com valores de R$ 3 mil e R$ 6 mil (mãe titular de família monoparental).

SEGUEM AS LISTAS FINAIS E COMPLETAS DOS BENEFICIADOS AO AUXÍLIO EMERGENCIAL NO RN:

LISTA FINAL ( SEM MÃES MONOPARENTAIS)

http://www.adcon.rn.gov.br/ACERVO/secretaria_extraordinaria_de_cultura/DOC/DOC000000000247727.PDF

LISTA FINAL DE MÃES MONOPARENTAIS

http://www.adcon.rn.gov.br/ACERVO/secretaria_extraordinaria_de_cultura/DOC/DOC000000000247729.PDF


Ler Anterior

RN tem nova Delegacia Virtual para registros de boletins de ocorrência a partir de hoje; Saiba como acessar

Ler Próximo

Após casos de estupro em Pipa, moradores vão às ruas protestar por segurança