Governo do RN sinaliza busca de alternativa para o andamento do Campeonato Potiguar

Registro foi feito pelo Presidente da FNF, José Vanildo através das redes sociais

Através do seu twitter pessoal, o presidente da Federação Norte-riograndense de Futebol,  José Vanildo, informou que conversou com o Promotor Luiz Eduardo Marinho, responsável pela implantação e fiscalização do Estatuto do Torcedor no RN.

Segunda a publicação do dirigente, “Luiz Eduardo registrou a intenção do Governo em encontrar alternativa para solucionar e equacionar as questões do andamento do Campeonato e atendimento ao protocolo sanitário”

Leia também:

FNF cancela o Campeonato Potiguar

Clubes que seguem sem treinar estão mobilizados

ABC e América estão ok! Os outros seis clubes são de que Estado? 

Promotor adverte: ” Sem Nota Técnica do Governo treinos de futebol estão proibidos”

TJ RN nega Liminar e futebol segue parado

Clubes do RN começam dispensar profissionais em razão do Decreto do Governo do RN

TJ RN entende que Medida Cautelar do futebol não é urgente

Exclusivo: Paralisação do futebol pode parar na Justiça

Federação, clubes e entidades lançam nota contra paralisação do futebol

Dirigentes lamentam suspensão do Estadual e presidente do ABC admite renunciar ao cargo

Ontem a noite, o Secretário de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, interlocutor do Governo junto á FNf e clubes já sinalizou também em sua rede social a intenção de retomar o diálogo.

Penso que a FNF e os clubes agiram de forma acertada. Quem fala que “parar 15 dias não tem problema” faz isso por desconhecimento ou má vontade ou em defesa de outros interesses. 15 dias sem treinar, mais 15 dias para recuperar a forma física, lá se vão 30 dias, mais uma folha de pagamento o que foge do planejamento financeiro dos já combalidos clubes de futebol, incluindo aqui a dupla ABC e América e de uma cadeia de trabalhadores que vivem do futebol.

Os vendedores de  água, cerveja, churrasco, cachorro quente, pipoca, amendoim, bandeiras, camisas falsas, bonés, faixas de campeão, rádios e outros acessórios. Ninguém fala dos chamados “invisíveis” do futebol que com a ausência de público nos estádios foi “riscado do mapa” e agora quem “riscar” também o futebol?

 

 


Ler Anterior

CONFUSÃO envonvelndo guarda municipal em João Câmara/RN

Ler Próximo

Bares, restaurantes e famílias de baixa renda não pagarão conta de água no RN