Herói na Copa do Brasil, Welligton tem dia de motorista de aplicativo em ação exclusiva com sócio do ABC

Goleiro vai à casa de sócio torcedor para levá-lo a loja do clube Elefante Mais Querido. Jogador autografa camisas oficiais e faz convocação para novos sócios

Wellington já foi motorista de aplicativo. Foto: Divulgação

Antes da boa fase em campo e de ser herói na classificação do ABC para as quartas de final da Copa do Brasil, o goleiro Welligton passou um período longe dos gramados. Nesse tempo, tornou-se motorista de aplicativo para sustentar a família e, além das histórias, guardou o orgulho de ter conseguido um emprego, em um momento pessoal difícil. Agora, titular absoluto da camisa 1 do Alvinegro potiguar, o jogador relembrou o passado em uma ação do programa de sócio torcedor Mais Querido.

Nesta quinta-feira (10), ainda curtindo a vitória sobre a Chapecoense, o goleiro embarcou em uma missão de ser, mais uma vez, motorista de aplicativo. Os passageiros foram o sócio torcedor Yves Nunes e seu filho Martin, de apenas 3 anos, em uma ação exclusiva ao associado do Clube. Na chegada, a surpresa em reconhecer o novo ídolo na porta de casa, em Nova Descoberta, zona Leste de Natal. Com o destino traçado para a loja Elefante Mais Querido, o trio foi conhecer a nova linha de uniformes oficiais do clube alvinegro. Welligton também realizou uma convocação especial para sócios adimplentes e que deixaram o programa para se associarem novamente.

“Foi uma experiência muito boa. Vivi um período como motorista de aplicativo e tenho muito orgulho da minha história. Hoje, graças a Deus, consegui alcançar um momento especial em minha vida pessoal e profissional, ainda mais com uma conquista importante como a classificação na Copa do Brasil. Relembrar esse passado me deixa ainda mais forte. Por isso, agradeço aos que me apoiam e também aos torcedores do ABC, especialmente aos que são sócios do clube, que são peças fundamentais para o nosso clube crescer ainda mais em campo”, contou Welligton.


Ler Anterior

Brasil registra 17,2 milhões de casos de covid-19 e 482 mil óbitos

Ler Próximo

Senado aprova criação de certificado para vacinados contra covid-19