BUSCAR
BUSCAR
Inscrições para o FIES 2021 começam nesta terça-feira (26)

Por Redação

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021 começam nesta terça-feira (26) e seguem até a próxima sexta-feira, 29 de janeiro, por meio do Portal do Fies. O Ministério da Educação (MEC), responsável pelo programa, publicou que serão disponibilizadas 93 mil vagas para todo o Brasil. O Fies facilita o acesso de estudantes a créditos para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas.

Pode se inscrever no processo, para ingresso ainda no primeiro semestre de 2021, o candidato que participou do Enem entre as edições de 2010 e 2019 e que tenha alcançado nas provas média aritmética igual ou superior a 450 pontos, e que não tenha zerado a redação. Além disso, também é necessário que a renda familiar mensal bruta, por pessoa, não supere o valor de três salários mínimos.

De acordo com o regulamentro do programa, o resultado da seleção dos estudantes será divulgado pelo ministério no dia 2 de fevereiro, e os candidatos tem o prazo de três dias úteis – de 3 a 5 de fevereiro – para complementar sua inscrição no portal.

Já os candidatos que não forem pré-selecionados no FiesSeleção irão automaticamente para a lista de espera do programa. Segundo o MEC, a convocação por meio da lista de espera ocorrerá de 3 de fevereiro até 18 de março de 2021.

Fies – 2º semestre

O MEC publicou ontem (25), no Diário Oficial da União, uma portaria com as regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao segundo semestre. Na edição, foi oficializado que as notas do Enem 2020 só serão válidas a partir do Fies do segundo semestre.

Fies e P-Fies

O programa é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies). O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é operado pelo governo federal e não possui incidência de juros. O percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino.

No caso do P-Fies, as regras são específicas e o programa funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]