José Levi pede demissão do cargo de ministro da Advocacia-Geral da União

O ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), José Levi, pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira (29).

A saída não foi anunciada oficialmente pelo Palácio do Planalto, mas veículos de imprensa já obteveram acesso ao pedido de exoneração assinado por Levi. O nome do substituto ainda não foi divulgado.

“Com o meu mais elevado agradecimento pela oportunidade de chefiar a Advocacia-Geral da União, submeto à elevada consideração de Vossa Excelência o meu pedido de exoneração do cargo de Advogado-Geral da União”, diz o despacho de um parágrafo e em papel timbrado endereçado a Bolsonaro.


Ler Anterior

85% dos infectados por Covid-19 no RN são pela nova cepa, diz médico

Ler Próximo

Bolsonaro oficializa reforma ministerial com seis mudanças