Juiz dá 72h para prefeitura de Mossoró entregar documentos à equipe de transição

Segundo equipe do prefeito eleito, Allyson Bezerra (Solidariedade) falta de dados comprometem o planejamento da gestão que vai começar em 1º de janeiro na segunda maior cidade potiguar.

A Justiça determinou um prazo de 72 horas para a atual gestão de Mossoró entregar documentos solicitados pela equipe de transição do prefeito eleito Allyson Bezerra (Solidariedade). A decisão foi publicada ontem (25) pelo juiz plantonista Cládio Mendes Júnior.

De acordo com a equipe de Allyson, a ausência dos documentos já compromete o planejamento da administração que tem início em 1º de janeiro. O processo de transição entre a gestão de Rosalba Ciarlini (PP) e a futura gestão começou em novembro. Está prevista uma de R$ 10 mil reais caso a determinação seja descumprida.

Procurado, o coordenador de transição da prefeitura de Mossoró, Anselmo Carvalho, disse que está seguindo o trâmite legal e que entregou parte da documentação pedida no último dia 23. Ele afirmou também que ainda não havia sido informado acerca da decisão da Justiça, mas que a documentação completa seria entregue até o dia 31.

Entre as informações que ainda não teriam sido entregues estariam a lista de obras inacabadas ou paralisadas, a relação de cargos comissionados, os convênios existentes e as folhas salariais em aberto, caso existam. Leia a matéria completa aqui.

Fonte: G1

Foto: Divulgação/Prefeitura de Mossoró


Ler Anterior

Ministro do STF suspende depoimento de Witzel em processo de impeachment

Ler Próximo

Série D: Globo é eliminado nos pênaltis