BUSCAR
BUSCAR
Júri condena ex-policial à prisão por assassinato de George Floyd

O ex-policial Derek Chauvin foi condenado pela morte de George Floyd, em decisão unânime do júri cujo veredicto foi lido nesta terça-feira (20) na cidade de Minneapolis, em Minnesota, nos Estados Unidos. Chauvin, que alegou inocência das três acusações que enfrentava, foi considerado culpado em todas elas.

O ex-policial era acusado de homicídio culposo de segundo grau e de assassinato em segundo e em terceiro grau. A pena máxima para o homicídio culposo é de até 10 anos, enquanto a pena para homicídio de segundo grau é de até 40 anos, e a pena máxima para assassinato em terceiro grau é de até 25 anos.

George Floyd, de 46 anos, morreu em 25 de maio de 2020 em uma abordagem policial da qual participou Derek Chauvin.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]