Justiça bloqueia metade da premiação do ABC na Copa do Brasil para pagar dívidas trabalhistas

Jogadores do ABC comemoram gol contra a Chapecoense em partida da 3ª fase da Copa do Brasil – Foto: Andrei Torres / ABC

O juiz Cacio Oliveira Manoel, da Justiça do Trabalho do Rio Grande do Norte, determinou o bloqueio de metade da premiação que o ABC conquistou pela classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil. CLIQUE AQUI e leia a decisão na íntegra.

Após ter eliminado a Chapecoense (SC) na última quarta-feira (9), o clube alvinegro deveria receber uma cota de R$ 2,7 milhões. Agora, com a decisão judicial, apenas R$ 1,35 milhão devem ser liberados para o clube pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Segundo a decisão, a outra metade deverá ser depositada judicialmente. A CBF tem cinco dias para comprovar que cumpriu a determinação.

No despacho, o juiz argumenta que só decidiu bloquear os recursos porque o ABC descumpriu uma decisão anterior e não apresentou proposta para quitar débitos com o jogador Leandro dos Santos Jesus, conhecido como Makelele, que passou pelo clube entre as temporadas 2011 e 2012.

Ainda segundo o magistrado, o bloqueio deverá acontecer independentemente do bloqueio anterior, determinado em abril pela Justiça do Trabalho após o ABC eliminar o Botafogo (RJ) e avançar para a terceira fase da Copa do Brasil.

Na época, R$ 550 mil foram retidos de uma premiação total de R$ 1,7 milhão, também para quitação de débitos trabalhistas caso os valores arrecadados com o “Timemania” continue em um baixo patamar.


Ler Anterior

[AO VIVO] CPI da Covid ouve Natalia Pasternak, pesquisadora da USP, e Cláudio Maierovitch, ex-presidente da Anvisa; acompanhe

Ler Próximo

ABC: Justiça do Trabalho bloqueia cota da Copa do Brasil