Latam Brasil entra no processo de recuperação judicial nos EUA

Latam Airlines e afiliadas no Chile, Peru, Colômbia, Equador e EUA já tinham entrado em maio com pedido de proteção contra credores

A Latam Brasil anunciou nesta quinta-feira (9) que entrou em recuperação judicial nos Estados Unidos em razão dos impactos da crise do coronavírus nas operações da companhia.

O grupo Latam Airlines e suas afiliadas no Chile, Peru, Colômbia, Equador e Estados Unidos já tinham entrado em maio deste ano no processo de reestruturação de dívida sob a proteção do Capítulo 11 da lei de falências dos Estados Unidos, que permite um prazo para que as empresas se reorganizem financeiramente. Naquela ocasião, entretanto, a Latam Brasil tinha ficado de fora.

“Tomamos esta decisão neste momento para que a empresa possa ter acesso a novas fontes de financiamento. Estamos seguros de que estamos nos movendo de forma responsável e adequada, pois temos o desafio de transformar a empresa para que ela se adapte à nova realidade pós-pandemia e garanta a sua sustentabilidade no longo prazo”, comenta Jerome Cadier, CEO da Latam Brasil.

Antes da entrada da afiliada brasileira no processo de recuperação nos EUA, o valor total da dívida a ser reestruturada estava estimado em US$ 14,9 bilhões.

Latam Brasil diz que continuará operando normalmente

A empresa informou ainda que:

● seguirá operando os seus voos de passageiros e de carga, assim como estão fazendo as operações das afiliadas do Grupo Latam que já ingressaram no processo nos EUA;

● serão respeitadas todas as passagens aéreas atuais e futuras, vouchers de viagem, pontos, reembolsos e benefícios do programa Latam Pass, bem como as políticas de flexibilidade e demais normas vigentes;

● os funcionários continuarão sendo pagos e recebendo os benefícios previstos em seus respectivos contratos de trabalho;

● os pagamentos dos materiais e serviços prestados por fornecedores a partir de 9 de julho e ao longo do processo fluirão nos termos do que ficar definido nos autos da reorganização;

● as agências de viagens e outros parceiros comerciais não sofrerão interrupções em suas interações com o Grupo Latam Airlines.

Fonte: G1


Ler Anterior

Prefeito revela expectativa de aprovar Plano Diretor de Natal ainda em 2020

Ler Próximo

Polícia Civil faz operação contra milícias no Rio de Janeiro