Lewandowski vota a favor da Copa América, mas cobra plano contra covid

O ministro do STF Ricardo Lewandowski votou a favor da realização da Copa América no Brasil, mas cobrou do governo federal um plano de segurança contra a covid-19. O Supremo Tribunal Federal vai realizar uma uma sessão extraordinária nesta quinta-feira para tratar com urgência e decidir a respeito da realização ou não da competição no Brasil.

Relator da ação apresentada pelo PT, Lewandowski acatou parcialmente o pedido, mas não se opôs à realização do torneio.

“O anúncio, que poderia ser motivo de júbilo e comemoração, acabou causando compreensível perplexidade em diversos setores da sociedade brasileira, seja porque foi feito de inopino, já que tornado público a menos de 15 dias do início do evento, seja porque o Brasil ainda enfrenta uma grave crise epidemiológica decorrente do surto da Covid-19, a qual, no curto espaço de pouco mais de um ano, já causou cerca de 474 mil vitimas fatais”, destaca.

Lewandowski cita ainda a Liga dos Campeões, Jogos Olímpicos de Tóquio e Libertadores para justificar a decisão.

“Não desconheço que em vários outros países alguns torneios esportivos têm sido, paulatinamente, retomados. Há poucos dias foi encerrada a prestigiosa disputa da Liga dos Campeões da UEFA. Por sua vez, os Jogos Olímpicos de Tóquio 2021 acontecerão em breve, entre os dias 23 de julho a 8 de agosto do corrente ano. Aqui, inclusive, estão sendo disputados a Copa do Brasil, o Brasileirão e os jogos da Copa Libertadores da América, todos da temporada 2021”, pontua.

Com informações UOL

 


Ler Anterior

Rosa Weber autoriza governador do Amazonas a não comparecer à CPI da Covid

Ler Próximo

Covid: Natal inicia vacinação de pessoas com 59 anos sem comorbidades e anuncia datas para motoristas de ônibus