Luciano Hang tem conta do Twitter suspensa pela 2ª vez

Foi suspensa neste domingo (10) a conta no Twitter do proprietário da rede de lojas Havan, Luciano Hang, pela 2ª vez. A suspensão se deu por decisão judicial, segundo informou sua própria rede social.

Hang é investigado no inquérito das fake news, do STF (Supremo Tribunal Federal), e é alvo de outra investigação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), por disseminação de notícias falsas.

“A conta de @luciano_hang foi retida no Brasil, e no mundo todo, em resposta a uma demanda legal”, de acordo com mensagem publicada no perfil do empresário em sua rede social.

O Twitter diz que leva em consideração as “leis locais aplicáveis” para bloquear contas.

“Se recebermos uma solicitação válida e devidamente escopo de uma entidade autorizada, pode ser necessário reter o acesso a determinado conteúdo em um determinado país de tempos em tempos. Essas retenções serão limitadas à jurisdição específica que emitiu a demanda legal válida ou quando o conteúdo tiver sido encontrado para violar as leis locais”, afirma a empresa.

Hang já havia sido banido da rede social em julho de 2020, também por decisão judicial. Na época, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, determinou o bloqueio da conta do empresário, que é investigado por suposta disseminação de notícias falsas.

Na decisão de julho, Moraes afirmou que a medida era para evitar novas condutas criminosas.

“Considerando-se a necessidade do correto cumprimento da ordem judicial de bloqueio de perfis utilizados pelos investigados nestes autos, evitando-se que continuem a ser utilizados como instrumento do cometimento de possíveis condutas criminosas apuradas nestes autos”, escreveu o ministro.


Ler Anterior

América joga mal e é eliminado pelo Floresta

Ler Próximo

Jovem circula com fuzil AK-47 em via pública de Mãe Luiza [VÍDEO]