Maioria do STF decide anular condenações de Lula na Lava Jato

O Supremo Tribunal Federal, STF, formou maioria para manter a decisão do ministro Edson Fachin que beneficia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anulando as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito da Operação Lava Jato. Foram oito votos a favor e três contra.

O plenário do Supremo se reuniu para decidir se mantem o envio de Curitiba para Brasília dos processos da Operação Lava Jato contra Lula. A decisão de Fachin também resultou na anulação das duas condenações contra o ex-presidente, proferidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba. Com isso, Lula deixou de ser ficha suja e está liberado para disputar eleições caso queira.

Até o momento o placar é de 7 a 1 para manter a incompetência de Curitiba nas condenações do ex-presidente. Já votaram os ministros Edson Fachin, Nunes Marques, Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia.


Ler Anterior

Incêndios no RN cresceram 128% em 2021; bombeiros atenderam mais de 700 ocorrências

Ler Próximo

Evaristo Piza analisa confronto contra o Cruzeiro e projeta clássico de domingo