Ministro da Saúde afirma que evitar lockdown é “ordem”, mas população precisa colaborar

 

Foto: Reprodução

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que evitar lockdown é a “ordem” do presidente Jair Bolsonaro, mas que a população precisa fazer o dever de casa: não aglomerar, usar máscara e cumprir o isolamento social. Ele conversou com jornalistas neste sábado (3) para falar sobre um acordo do Brasil com a OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) para aquisição de kits usados para a intubação de pacientes.

O ministro teve reunião com a diretora da entidade internacional no Brasil, Socorro Gross, e o diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghereyesus.

“Nós precisamos nos organizar para que evitemos medidas extremas e consigamos garantir que as pessoas continuem trabalhando, ganhando o seu salário, renda, e a economia funcione, deixando essas situações extremas para o último caso. Então, evitar lockdown é a ordem, mas temos que fazer o nosso dever de casa. E o dever não é só do governo federal, do Estado e do município, é de cada um dos cidadãos”, disse.

Com informações complementares do Poder 360

 


Ler Anterior

Presidente Jair Bolsonaro deve se vacinar neste sábado (3) contra a Covid

Ler Próximo

Arquidiocese autoriza presença de fiéis em missas com até 20% da capacidade de igrejas a partir de segunda-feira (5)