BUSCAR
BUSCAR
Natal terá novas linhas em novembro
(Foto: Mycleison Costa/98FM Natal)

 

Previsibilidade e frequência. Com esses dois conceitos, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) quer melhorar o sistema do transporte público da capital para o usuário através do novo desenho das linhas de ônibus apresentada nesta semana na Câmara Municipal de Natal, chamada de Rede Integrada de Transporte. Para tanto, as linhas deixarão de ter o formato ponto a ponto para se dividirem em quatro formas de circular, acabando com a sobreposição de linhas e trajetos alongados. As mudanças começarão a ser efetivadas a partir do consenso com os moradores de cada área. As reuniões começam nesta semana e a previsão é concluir a mudança das linhas em toda a cidade até o final do mês de novembro.

A estrutura da rede de transporte será a mesma, sendo alterada a forma como se opera. Desse modo, não será necessário esperar pela licitação dos transportes. “Estamos fazendo antes da licitação porque é preciso dizer como o sistema vai vigorar e começar a implementar para quem for participar da licitação já saber e se interessar. A gente reduziu a quantidade de quilômetros em 20% e ao mesmo tempo aumentou em mais de 62% a quantidade de viagens”, explicou o titular da STTU, Paulo César Medeiros. Segundo disse, haverá mais ônibus circulando em menos tempo, o que vai proporcionar mais viagens, menos tempo de espera e viagens mais rápidas.

Pelo novo traçado, os grandes corredores terão menos linhas. Na  Avenida Senador Salgado Filho, na altura do Portugal Center, por exemplo, no sistema atual passam 22 linhas de ônibus, mas com o novo sistema ficarão apenas 7. Já na Ponte de Igapó, o número deve cair de 29 para 6. “A mágica é que tínhamos muitas linhas longas, dando viagens desnecessárias com o incio da linha pouco ocupado, o meio da linha muito ocupado, e o final pouco ocupado”, relatou o secretário.

Agora, haverá linhas estruturais, que vão ligar as regiões administrativas aos grandes centros comerciais, como o Centro da cidade, Alecrim e Região dos Shoppings (Midway Mall, Via Direta, Natal Shopping, Cidade Jardim, Norte Shopping). Serão nove partindo de bairros na zona Norte, quatro originando-se na zona Oeste por onde passará mais uma vindo de outra região, além de cinco que vão sair da zona Sul que também receberá outras vindo das demais áreas. Da zona Leste, não sairá nenhuma, mas várias cortarão a região.

O ponto exato de partida e de final de cada linha ainda será detalhado em reuniões com a população de cada área, mas aquelas estruturais passarão pelos grandes corredores de transporte, de todas as regiões. A intenção é que o passageiro que pretende ir para o outro lado da cidade use uma linha de bairro ou regional, chegue a um dos terminais de integração e, de lá, sigam em uma linha estrutural.

“Normalmente, as linhas estruturais deverão sair de regiões centrais de cada área e não das pontas, por isso, para chegar até esses pontos centrais, o cidadão usará uma linha de bairro”, explicou o secretário Paulo César.

As linhas de bairros têm trajetos menores que as estruturais e devem sair dos principais pontos dos bairros para os terminais que farão a integração. O natalense vai dispor de 28 linhas destas, segundo a STTU, sendo 13  circulando dentro da zona Norte, 10 na zona Oeste, 4 na zona Sul e 1 na região Leste.

Mas dentro dos bairros ainda haverá outro tipo de linha, as regionais. “Essas objetivam mover as pessoas dos seus bairros para os centros comerciais locais, por exemplo, tirando a pessoa de uma ponta da zona Norte para uma região mais comercial da própria zona Norte”, explicou o titular da STTU. Haverá 10 linhas regionais na zona Norte, 8 na zona Sul, 3 na zona Leste e 1 na zona Oeste.

Os centros comerciais são a referência de pontos de encontro do transporte integrado que a STTU prevê. O quarto tipo de linha é a “direta” e vai ligar o passageiro a bairros próximos a esses centros sem passar pelos terminais. Isso ocorrerá nos bairros nas quais as linhas não conseguem chegar aos terminais estruturais. Dessa forma, estão previstas 3 linhas diretas da zona Oeste para o Centro da cidade, com mais 3 para a zona Sul e 2 para a zona Norte. Da zona Leste para a zona Sul serão 2 linhas diretas.
COMO SERÃO AS LINHAS?
-Estruturais: Ligam as regiões aos grandes centros comerciais
-Bairros: Ligam os bairros aos terminais estruturais
-Regionais: Ligam os bairros de uma região aos centros comerciais locais
-Diretas: Ligam os bairros aos grandes centros comerciais
-Corujão: Ligam os grandes centros comerciais aos bairros na madrugada

TERMINAIS DE INTEGRAÇÃO

Zona Norte:
Terminal Estrutural do Parque das Dunas / Terminal Estrutural do Soledade / Terminal Estrutural do Parque dos Coqueiros / Estação de Integração de Santa Catarina

Zona Oeste:
Terminal Estrutural de Cidade da Esperança

Zona Sul:
Terminal Estrutural de Cidade Satélite / Terminal Estrutural de Mirassol

Exemplo de integração entre linhas:

Do Planalto ao Alecrim:

O usuário sobe num ônibus da linha de bairro até o terminal de integração implantado na região e troca para um ônibus da linha estrutural com destino ao Alecrim. Se quer ir de um bairro para outro dentro da mesma região, a tarifa custará menos. Se integrar o valor será acrescido para a tarifa completa

Linhas
2019: 81
Proposta: 90

KM total por mês

2019: 3.498.944,15
Proposta: 2.797.142,33

Viagens por mês
2019: 98.960
Proposta: 160.350

Com informações Tribuna do Norte.
Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]