“Ninguém tem sossego”, diz Fátima após Bolsonaro ir ao STF contra toque de recolher

Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra – Foto: Elisa Elsie / Governo do RN

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), lamentou a decisão do presidente Jair Bolsonaro de ingressar com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar a parte do decreto estadual que instituiu um toque de recolher. Em entrevista à coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a governadora desabafou e disse que “ninguém tem sossego” no governo Bolsonaro.

“Ninguém tem sossego. A gente estava celebrando essa conquista grande que foi a inclusão dos trabalhadores da educação no grupo prioritário da vacinação, parecia uma luz no fim do túnel, e aí vem uma notícia dessas”, afirmou Fátima à Folha, em referência à decisão desta quinta-feira (27) do Ministério da Saúde – que foi sucedida do anúncio da ação de Bolsonaro no STF.

À Folha, a governadora do Rio Grande do Norte ressaltou que as medidas restritivas decretadas no Estado estão relacionadas a um cenário pandêmico que continua grave, com mais de 90% dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) ocupados.

O decreto estadual atualmente em vigor no Rio Grande do Norte institui um toque de recolher das 22h às 5h do dia seguinte. Nesse horário, apenas serviços considerados essenciais podem funcionar. Pessoas não podem circular nas ruas.

O decreto vale para o Estado inteiro, exceto para 15 municípios das regiões Central e do Vale do Açu e para 37 cidades da região Oeste. Para essas localidades, há decretos específicos, com toque de recolher ampliado e restrições mais duras, como a proibição para venda e consumo de bebida alcoólica até em supermercados.


Ler Anterior

Inflação dos aluguéis acumula taxa de 37,04% em 12 meses, diz FGV

Ler Próximo

Anvisa alerta para riscos do uso indiscriminado de paracetamol após a vacinação contra Covid-19; ENTENDA